Bancada Federal de MS se reúne para discutir novas regras orçamentárias e definir as emendas para 2020 - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

02/10/2019

Bancada Federal de MS se reúne para discutir novas regras orçamentárias e definir as emendas para 2020

©DIVULGAÇÃO
O coordenador da bancada federal, senador Nelsinho Trad (PSD/MS), recebeu nesta quarta-feira (02) os deputados federais e as senadoras sul-mato-grossenses para discutir como as emendas serão apresentadas pela bancada, as prioridades e ouvir as demandas de órgãos e entidades de Mato Grosso do Sul para o orçamento de 2020. O objetivo da reunião foi entender as mudanças orçamentárias implementadas este ano e buscar a unidade da bancada, para focar em projetos estratégicos para o estado.

“Sabemos da dificuldade de convergir as prioridades de todos os parlamentares, todos têm seus compromissos, mas vamos democraticamente tentar chegar a um denominador comum a fim de focar em projetos estratégicos para Mato Grosso do Sul. Neste momento é preciso união da bancada federal para pressionar o governo para que não haja injustiças, como o fato de o Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2020 na área de infraestrutura não ter nenhum centavo para o nosso estado”, destacou o senador Nelsinho Trad.
©DIVULGAÇÃO
Participaram do encontro as senadoras Soraya Thronicke (PSL/MS) e Simone Tebet (PMDB/MS) e os deputados federais Fábio Trad (PSD/MS), Beto Pereira (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT), Dr. Luiz Ovando (PSL), Rose Modesto (PSDB), Loester Trutis (PSL) e Vander Loubet (PT). 

“Eu vejo com muita preocupação a divisão dos recursos pelo governo. Até entendemos os critérios técnicos utilizados para a liberação de verbas, mas como vamos explicar para a população de MS a falta de recursos?”, questionou o deputado Beto Pereira.

Já o deputado Dagoberto Nogueira reclamou do fato de que as emendas terão que ser submetidas e aprovadas pelo governo. “Nunca vi isso, diminuíram nossa autonomia”, disse. 

“O governo federal tem que considerar o nosso esforço na aprovação de projetos importantes, que há 20 anos tentam passar no Congresso, como a Reforma da Previdência”, afirmou Nelsinho Trad.

Emendas

Durante a reunião foram explicadas algumas das novas regras orçamentárias e discutidos os critérios para a escolha de emendas. A deputada Rose Modesto destacou a importância de atender o maior número de cidades possível. 

“Vamos verificar o valor exato que teremos e dividir por emendas. Já marcamos uma nova reunião na semana que vem para ir afunilando esta questão e chegar a um consenso”, completou o senador Nelsinho.

Demandas

Diversas entidades apresentaram suas demandas para a bancada federal de MS, que podem ou não ser incluídas nas emendas parlamentares. A Defensoria Pública pediu recursos para a construção de uma sede que reúna todos os núcleos de atendimento e tenha acessibilidade. O Exército solicitou recursos para a fase final de implementação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul quer a construção de um complexo de Inovação, Empreendedorismo, Ciência e Cultura no campus de Campo Grande e o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul busca recursos para a continuidade de obras para a construção de salas de aula e laboratórios nos campis de Campo Grande, Dourados, Jardim e Nova Andradina.

A Polícia Rodoviária Federal solicitou recursos para o aprimoramento da Infraestrutura da corporação, para o Hospital Universitário foram solicitados investimentos em novos equipamentos e obras de ampliação da estrutura hospitalar. Já o Governo do Estado destacou a necessidade de investimentos nas Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, com reforma das estruturas, construção de academia para a PM e escola de bombeiros.

ASSECOM