Aprovado projeto que coíbe assédio em bares e restaurantes - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

24/10/2019

Aprovado projeto que coíbe assédio em bares e restaurantes

Três projetos foram apreciados na Ordem do Dia de hoje

©DIVULGAÇÃO
Três proposições foram aprovadas durante a Ordem do Dia desta quinta-feira (24). O destaque foi o Projeto de Lei 105/2019, que obriga bares, casas noturnas e restaurantes a adotarem medidas para auxiliar as mulheres que se sintam em situação de risco. De autoria do deputado Cabo Almi (PT), a matéria segue para sanção do governador.

O projeto estabelece que a ajuda à mulher seja feita pela oferta de acompanhamento até o carro, outro meio de transporte ou comunicação à polícia. Os bares, casas noturnas e restaurantes deverão fixar cartazes nos banheiros, informando sobre a possibilidade do auxílio por parte do estabelecimento. Ainda determina multas nos casos de infrações. 

“Nosso projeto é mais uma ferramenta para coibir o assédio e até mesmo a violência mais grave, o feminicídio. Somos o quinto País em morte violenta de mulheres no mundo. A cada duas horas uma mulher é assassinada. Nosso Estado apresenta elevados índices de violência contra a mulher. Todo esforço para reduzir esses números deve ser implantado”, destacou Cabo Almi.

Em discussão única, o Projeto de Resolução 117/2019, de autoria da Mesa Diretora, institui o Diploma de Honra ao Mérito Legislativo a ser concedido aos membros do Ministério Público do Estado, em comemoração aos 40 anos do Parlamento Sul-mato-grossense. 

E, em primeira discussão, o Projeto de Lei 256/2019, dos deputados Cabo Almi e Renato Câmara (MDB), altera a redação do artigo 160 da Lei 1.810, de 22 de dezembro de 1997, que passa a vigorar com o seguinte texto: “A pessoa que aliene, ou transfira, a propriedade ou a posse de veículo automotor de qualquer espécie até a data da notificação do ato à autoridade competente incumbida das providências referidas na alínea anterior”.

Por: Heloíse Gimenes