Detran-MS autoriza ECVs a atenderem municípios que não possuem serviço de vistoria veicular - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

06/09/2019

Detran-MS autoriza ECVs a atenderem municípios que não possuem serviço de vistoria veicular

©DIVULGAÇÃO
Portaria do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS), publicada no dia 27 de agosto (Nº 1167) no Diário Oficial do Estado, autoriza seis ECVs (Empresas Credenciadas de Vistoria) do Estado a atuarem em municípios diferentes para os quais foram credenciadas. O motivo é que nos respectivos municípios não há empresa credenciada para realizar o serviço de vistoria veicular, e o Detran-MS optou por estender o atendimento das ECVs, visando a necessidade da população dessas regiões.

“Essa portaria vai permitir que os moradores dessas cidades tenham acesso ao serviço de vistoria sem precisar se deslocar a outros municípios, facilitando a vida dessas pessoas e agilizando o processo. Outro fator importante é a economia para o bolso do consumidor, já que havia um custo para esse deslocamento, que não será mais necessário”, afirma o presidente da Associação das Empresas de Vistoria Veicular de Mato Grosso do Sul (Assovis MS), José Renato Cantadori.

Foram autorizadas a estender o atendimento as empresas Mirassol Vistorias Veiculares Eireli – ME e Contrate Vistoria LTDA – ME, ambas de Três lagoas, que agora podem atender também os municípios de Água Clara e Ribas do Rio Pardo; e Vistal Serviços de Foto e Vistorias LTDA – ME, de Costa Rica, que pode atender a cidade de Figueirão.

A empresa Fátima do Sul Vistoria Veicular LTDA – ME, de Fátima do Sul, está autorizada a atender também os municípios de Glória de Dourados e Jateí; Chapadão do Sul Vistoria Veicular LTDA – ME, de Chapadão do Sul, pode vistoriar também veículos de Paraíso das Águas; e Caarapó Vistoria Veicular LTDA – ME, de Caarapó, poderá atender aos moradores de Tacuru.

Serviço 

No site www.assovisms.org.br é possível encontrar a relação das 39 empresas credenciadas no Estado, com endereços e contatos.

Fonte: Infinito Comunicação Assessoria