Águas Guariroba prevê ações de melhorias no abastecimento de água com aumento do consumo na Capital - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

10/09/2019

Águas Guariroba prevê ações de melhorias no abastecimento de água com aumento do consumo na Capital

©DIVULGAÇÃO
Com temperaturas 5 graus acima da média por período por mais de cinco dias consecutivos, Campo Grande registra recordes no consumo de água diário pela população. Nos primeiros dias de setembro deste ano, o campo-grandense consumiu 20 milhões de litros de água a mais por dia, se compararmos com o mesmo período do ano anterior.

“Estamos com todas as equipes fazendo um trabalho emergencial em termos de reforço no abastecimento, ações de contingenciamento e soluções para aumento da produção de água, porém algumas regiões podem ficar desabastecidas neste período mais crítico”, afirma o diretor executivo da Águas Guariroba, Celso Paschoal. “A Capital está em alerta vermelho, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e Defesa Civil. A concessionária pede o apoio da população no consumo consciente de água durante o período de estiagem, utilizando as reservas das caixas d’água para atividades essenciais”, reforça o diretor. “A situação é muito atípica ao que vivemos nos últimos anos e para preparar o sistema para situações como esta, já temos alguns investimentos previstos”, destaca.

Investimentos da Águas Guariroba serão realizados na melhoria e ampliação dos sistemas de abastecimento da Capital. No bairro Taveiropolis serão perfurados dois poços de captação subterrânea, beneficiando aproximadamente 150 mil moradores. No bairro Pioneiros, a concessionária irá perfurar um novo poço profundo, ampliando a produção de água para 140 mil moradores.

Novos sistemas serão interligados, como dos bairros Novos Estados e Coronel Antonino, Bela Laguna e Caiobá I e Rancho Alegre, Núcleo Industrial e Indubrasil e Carajás e Nort Park. Também serão instaladas novas unidades de bombeamento nos sistemas Buritis e União e novas válvulas redutoras de pressão (VRPs) serão colocadas nos bairros Atlântico Sul, Coophatrabalho e Nova Campo Grande. O sistema de abastecimento de água de Campo Grande conta com 104 reservatórios espalhados por toda a cidade.

Confira as regiões que serão afetadas: Alves Pereira, Piratininga, parte do Aero Rancho, Columbia, Anache, Jd. Presidente, Indubrasil, Santa Emília, Portal Caiobá, Tijuca I e II, Centenário, Moreninhas, Giocondo Orsi, Progresso, Mansur, Tiradentes, Flamboyant, Margarida, Estrela do Sul, Otávio Pécora, Coophasul, Laranjeiras, Coophatrabalho, Talismã, Seminário, Norte Parque, Carajás, Santa Luzia, Pioneiros, Campina Verde, Itamaracá, Bálsamo, Marajoara, Los Angeles, Dom Antônio Barbosa, Amambai, Taveirópolis, Coophamat, Aquarius, Rita Vieira, Paulo Coelho e Bela Laguna. 

ASSECOM