AQUIDAUANA| Emissora é tomada com ordem judicial e violência em ação do prefeito - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

23/08/2019

AQUIDAUANA| Emissora é tomada com ordem judicial e violência em ação do prefeito

De posse de uma ação judicial, representantes de Odilon Ribeiro, invadiram emissora, e a tomaram pra si

Estúdio FM América - Foto Arquivo
A América FM (conhecia como Rádio Pan), de Aquidauana, está provisoriamente sob o controle do grupo comandado pelo prefeito Odilon Ribeiro (PSDB). A apropriação, embora decretada em mandado judicial, aconteceu mediante o uso de violência contra as pessoas que estavam na sede da emissora, cuja propriedade, originalmente da família do ex-prefeito Raul Freixes, acabou envolvida num impasse que contém elementos financeiros e políticos.

Credora de dívidas da emissora e com o objetivo de garantir sua liquidação, a Prefeitura havia ajuizado uma ação reclamando 50% do controle acionário da empresa radiofônica. Um acordo então foi feito para vigorar enquanto as partes aguardassem as decisões da Justiça. Quando a ordem foi dada, até funcionários municipais da confiança do prefeito entraram em ação. Renato Amorim, que com o acordo ficou responsável pela direção provisória da rádio, foi juntamente com outros trabalhadores retirados à força do local.

Em princípio, alem do uso excessivo de força da presença irregular de servidores públicos no procedimento, a desocupação da emissora é uma transgressão jurídica e de direito: a demanda judicial reclama 50% do controle acionário, mas do prédio foram expulsas todas as pessoas que lá estavam para cumprir suas obrigações trabalhistas como funcionários da rádio, pois mesmo sob pendência judicial a família de Raul Freixes continua sendo dona de metade das ações e do seu domínio comercial. Hoje, os seus funcionários estão com salários atrasados e a emissora sofreu o desligamento de energia elétrica, entre outros problemas.

E com tudo isso aflorou a questão política, tendo como pano de fundo a situação do prefeito Odilon Ribeiro com seu projeto de candidatar-se à reeleição. Ele quer mais quatro anos de mandato e a emissora pode ser uma pedra em seu caminho. Além de ser um canal de comunicação utilizado pelos aquidauanenses para fazer revindicações e queixas, muitas com críticas à atual administração, a Rádio América tem entre seus incentivadores o vereador Yussif Saliba, considerado futuro concorrente de Odilon Ribeiro.

Além de Saliba, a médica Viviane Orro (esposa do deputado estadual e ex-prefeito Felipe Orro) também pode ser candidata. Dela e Saliba formaram uma dupla capaz de atrapalhar Odilon, e isto sem contar com outras duas lideranças que não fazem parte do grupo do prefeito e têm influência política sobre considerável parcela da população: a vice-prefeita Selma Suleiman, do MDB, esposa do ex-prefeito Fauzi Suleiman, e o próprio Raul Freixes, que mesmo sem o gozo dos direitos políticos em virtude de uma condenação judicial ainda detém a simpatia de respeitável contingente do eleitorado local.

Dessa forma, sobram motivações para levar preocupação e até desespero ao prefeito. Além de não contar com os votos de quem procura outras opções, Odilon Ribeiro sofre ainda com a forte rejeição popular ao seu governo. Os desgastes se amontoam. Um dos mais recentes, com direito a uma exposição negativa na mídia nacional, foi causado por sua atuação direta na ação repressiva e truculenta de despejo de famílias knikinawa de uma fazenda aquidauanense em área reclamada pelos indígenas. Na ação, vários idosos, mulheres e crianças foram evacuados com revoltante violência pela polícia, enquanto Odilon Ribeiro comemorava ruidosamente.

---