Projeto do deputado Lídio Lopes sobre musicoterapia para tratamento terapêutico é aprovado na ALMS - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

04/07/2019

Projeto do deputado Lídio Lopes sobre musicoterapia para tratamento terapêutico é aprovado na ALMS

©DIVULGAÇÃO/ALMS
Nesta terça-feira (07) foi aprovado por unanimidade em segunda votação o Projeto de Lei 65/2019, de autoria do deputado Lídio Lopes (PATRI), que dispõe sobre a criação de um programa estadual para incentivar o uso da musicoterapia como tratamento terapêutico complementar de pessoas com deficiência, síndromes e/ou transtorno do espectro autista (TEA).

O projeto foi apresentado após solicitação dos pais dos portadores do Transtorno do Espectro Autista visando facilitar o acompanhamento e condução do tratamento da doença. De acordo com o projeto a musicoterapia deverá ser realizada em clínicas de reabilitação e outras instituições públicas e privadas no estado de Mato Grosso do Sul, por profissionais habilitados.

Estudos comprovam que a musicoterapia agrega diversos benefícios ao tratamento dos autistas, tais como facilitação da comunicação verbal e não verbal, o contato visual e tátil; diminuição dos movimentos estereotipados; facilitação da criatividade; contribuição para organização do pensamento; diminuição da hiperatividade, dentre outros.

O autismo é um transtorno de desenvolvimento que compromete as habilidades de comunicação e interação social e geralmente aparece até os 3 anos de vida, atualmente 1 em cada 100 pessoas possuem o transtorno, e no mundo já são mais de 70 milhões de pessoas diagnosticadas com autismo, de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas).

“A música exerce um poder terapêutico indescritível na vida das pessoas, e mais precisamente nos autistas auxilia na melhora da comunicação e interação social, por isso apresentamos esse projeto visando uma melhor qualidade de vida para os portadores de TEA”, destaca Lídio Lopes.

ASSECOM