Deputado Coronel David pede Centro Psicossocial para dar suporte à servidores da segurança pública em MS - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

03/07/2019

Deputado Coronel David pede Centro Psicossocial para dar suporte à servidores da segurança pública em MS

O parlamentar solicitou ao Governo a criação de um Centro psicossocial para atender policiais, bombeiros e agentes penitenciários

©DIVULGAÇÃO
Preocupado com a onda de suicídios de policiais militares e a falta de apoio psicossocial aos servidores que atuam na segurança Pública de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Coronel David (PSL) fez uma indicação durante sessão ordinária desta terça-feira (2) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

O documento foi encaminhado ao Governo do Estado, à Secretaria de Justiça e Segurança Pública de MS, ao Comando Geral da Polícia Militar, ao Comando Geral do Corpo de Bombeiros , à Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen), Coordenadoria Geral de Perícias e Superintendência de Medidas Socioeducativas para que seja criado um Centro Biopsicossocial para atender os servidores da Segurança Pública.

“A criação deste centro seria fundamental para melhorar a saúde mental dos servidores da segurança, que passam por situações de risco todos os dias, sofrem pressão nos quartéis e apresentam algumas questões são tratadas como fragilidade e não como doença, por isso muitos deixam de pedir ajuda e acabam adoecendo ou até mesmo tirando a própria vida. Como policial militar e parlamentar entendo a necessidade da criação deste Centro de Apoio e esperamos que o Governo do Estado trate este pedido com sensibilidade, melhorando assim a qualidade de vida dos profissionais, consequentemente o trabalho exercido à sociedade, além de salvar vidas”, disse o parlamentar.

Segundo texto, a criação do centro “ampara os servidores que atuam na segurança pública, que precisam de um apoio psicológico devido a prerrogativa de função e alto grau de periculosidade. Ainda de acordo com o documento, a pressão diária em que são submetidos os servidores, aliadas a outras circunstâncias que merecem mais atenção do poder público tem aumentado o número de suicídios e desenvolvendo quadros psicológicos e psiquiátricos graves entre os que atuam na segurança pública do MS.

ASSECOM