CAPITAL| Prefeitura e professores oficializam reajuste salarial de 4,17% - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

02/07/2019

CAPITAL| Prefeitura e professores oficializam reajuste salarial de 4,17%

Caso a arrecadação do município tenha superávit, os professores terão aporte de mais 1% em janeiro de 2020

Termo de compromisso foi assinado ontem pelo prefeito (à esquerda) e professores. (Foto: Denilson Secreta)
Os professores e a prefeitura de Campo Grande formalizaram o reajuste de 4,17%, parcelado nos meses de outubro e dezembro. O termo de compromisso foi assinado ontem (dia primeiro) pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o presidente da ACP (Sindicato Campo-Grande dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Nobre.

No desfecho da negociação, aberta em março, ficou definido que em outubro a categoria terá reajuste de 1% . Em dezembro, serão pagos os 3,17% restantes. Caso a arrecadação do município tenha um superávit, os professores terão aporte de mais 1% em janeiro de 2020, para compensar percentuais atrasados relativos ao piso nacional, que atualmente somam 17%.

Para o ano que vem, foi pactuado que as tratativas referentes ao reajuste começarão no mês de fevereiro. Segundo o presidente da ACP, a expectativa é chegar a 87% do piso nacional por 20 horas, condicionado à observância da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) e vigência de superávit financeiro.

“Mesmo com a dificuldade financeira enfrentada, a prefeitura tem se esforçado para atender minimamente a categoria, por entender a necessidade de investir em algo tão importante como a Educação”, afirmou Marquinhos Trad.

Lucílio Nobre avalia que o acordo com a prefeitura foi um avanço. “Vamos virar o ano de 2019 sem regredir, já que a categoria entendeu que nos anos de 2015 e 2016 houve um retrocesso, mas, embora estejamos em um ano de crise política e econômica, conseguimos dar esse passo através de uma construção conjunta com a atual gestão, na busca de cada vez mais nos aproximarmos daquilo que almejamos”, afirma o presidente da ACP.

Por: Aline dos Santos