Delcídio é condenado a pagar R$ 1,5 milhão de indenização a Lula - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

05/06/2019

Delcídio é condenado a pagar R$ 1,5 milhão de indenização a Lula

O petista cobrou danos morais porque o ex-senador o acusou de ter tentando obstruir as investigações da Lava Jato

©ARQUIVO
O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) condenou o ex-senador por Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral (ex-PT), a indenizar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em R$ 1,5 milhão. O petista cobrou danos morais porque o ex-senador o acusou em delação premiada de ter tentando obstruir as investigações da Lava Jato.

Delcídio disse que Lula teria pedido que o ex-senador evitasse que o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, firmasse um acordo de colaboração com o MPF (Ministério Público Federal). O ex-presidente nega.

De acordo com o depoimento de Delcídio, Lula estava preocupado que o pecuarista José Carlos Bumlai fosse preso em razão das delações de Fernando “Baiano” Soares e Nestor Cerveró e que, em razão disso, precisava de ajuda.

No pedido de indenização, conforme publicou o jornal O Globo em 2016, os advogados de Lula destacam que a participação do ex-presidente foi negada pelo próprio Cerveró, em depoimento à Justiça Federal de Brasília .

“Aliás, Cerveró foi além: disse que recebeu direta e indiretamente interferências do réu [Delcídio Amaral] — e de mais ninguém — para que não fizesse a delação premiada ou, se aceitasse fazê-la, para que não incluísse o seu nome em ilícitos que teriam praticado em concurso — em especial, no suposto recebimento de propinas da Alston e GE, além de valores que teriam sido solicitados para a campanha do réu [Delcídio Amaral] para o governo do Estado do Mato Grosso do Sul”, alegou a defesa de Lula.

Conforme apurou a rádio CBN em São Paulo, os advogados de Lula argumentaram ainda que o petista foi absolvido das acusações feitas por Delcídio, inclusive em processos da Lava Jato.

A defesa do ex-presidente argumentou que a delação ofendeu a honra e a imagem do ex-presidente, que teve enorme repercussão na sociedade e causo igualmente “enorme prejuízo a sua honra e reputação no Brasil e no exterior”, conforme já havia divulgado o jornal O Globo em 2016, quando o processo começou a tramitar.

O Tribunal decidiu então, na manhã desta quarta-feira (5), determinar o pagamento da indenização.

Fonte: campograndenews
Por: Anahi Zurutuza