Como é o Masterchef dos outros países - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

06/06/2019

Como é o Masterchef dos outros países

©PIXABAY 
A franquia Masterchef continua a ser a líder de audiência dos programas de TV sobre culinária e reality show. Chegando, atualmente, até a superar o Big Brother Brasil na audiência. Originário do Reino Unido, esse concurso gastronômico já tem versões em vários países como Itália, Índia, Hungria, Indonésia e mais. 

Com os chefs Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça comandando a versão brasileira, o país do futebol não fica a dever em qualidade e diversão para outros países. Quem é fã do programa e quiser conferir, ao vivo, as versões dos outros países, aqui vai uma dica fácil: baixe uma VPN, escolha o país que quer acessar no aplicativo e entre no site da emissora de TV que está transmitindo o episódio. 
©PIXABAY
Se quiser ver episódios que já foram transmitidos, faça o mesmo procedimento anterior e entre no canal YouTube oficial do programa. 

Apesar de ver diferenças nos pratos, jurados, participantes e competições. O telespectador vai perceber que existem várias semelhanças entre os masterchefs. Neste artigo estão selecionados alguns segredos e coincidências do show de culinária que pouca gente sabe. 

1. As crianças lidam melhor com o estresse de perder do que os adultos 

Além das duas versões que temos no Brasil, Masterchef e Masterchef Profissionais, em outros países já foram feitas várias versões com participantes mirins, e as crianças que perderam o avental, reagiram bem melhor do que os adultos. Parece que quanto mais crescida uma pessoa é, maior é a queda emocional. 

2. Os finalistas costumam mudar de profissão 

Com exceção do Masterchef Profissionais, aonde todos os participantes já trabalham com comida de alguma forma, na versão original participam dentistas, professores, empresários e até padres. Foi estimado que, dos que chegaram a ser finalistas, 70% mudou de profissão e começou a trabalhar como chef, pasteleiro ou cozinheiro. 

3. Já houve um participante cego que ganhou o concurso

Christine Hà foi a primeira competidora cega do programa e, consequentemente, a primeira pessoa cega a ganhar um Masterchef. O feito aconteceu em 2012, na terceira temporada do Masterchef Estados Unidos. 

4. Os competidores recebem aulas de culinária 

Antes de cada episódio, os participantes têm aulas para fazer o desafio do dia seguinte da melhor maneira possível. Ou você acha que eles realmente fazem aqueles pratos sem nem saber a receita? Apesar de ser um reality show, esses tipos de programas, incluso o Masterchef, não são tão ´reality´ assim como imaginamos. 

5. O programa já formou casais na realidade 

Aconteceu na versão inglesa do Masterchef com a competidora Lisa Faulkner e um dos membros do júri, John Torode. Lisa já era uma atriz, chef e celebridade antes de entrar no programa, e tanto ela como John divorciaram dos seus ex-cônjuges após o Masterchef; estão juntos até hoje. 

6. Os últimos pratos que os jurados provam chegam frios 

É de se imaginar que eles não vão conseguir provar todos os pratos em 30 minutos, e alguns podem vir frios. Até porque trata-se de uma gravação e pode levar vários takes até que todos os participantes tenham sua receita provada. Os membros do júri tomam isto em consideração, e quando a prova tem muitos participantes, eles provam apenas os pratos mais bonitos. Afinal, comemos também com os olhos. 
©PIXABAY