A espera acabou! Com direito a escolta da PM, João segue para São Paulo para receber novo rim - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

14/06/2019

A espera acabou! Com direito a escolta da PM, João segue para São Paulo para receber novo rim

©DIVULGAÇÃO
O presente do pequeno João Vitor Silva de Andrade, 11 anos, veio cinco dias após sua festa de aniversário: desde 2016 ele estava na fila do transplante de rim, mas agora a espera acabou, e no início da noite desta quinta-feira (13), o menino que é super fã da Força Tática da Polícia Militar, embarcou para São Paulo para realizar o procedimento. E detalhe, com direito a farda e braçal! O deslocamento da família foi custeado pela Secretaria Municipal de Saúde, de Aquidauana, que os levou até o aeroporto de Campo Grande, acompanhados pelas Conselheiras Tutelares Sandra Lopes e Raquel Reis, para preservar a integridade do menino e também dar suporte para que tudo saia dentro da normalidade.

Equipe da Força Tática, do 7° Batalhão de Polícia Militar, garantiu a escolta do seu mais novo integrante mirim. Autorizado pelo comandante do Batalhão, tenente-coronel Marcelo dos Santos Amaral e sob o comando do tenente Jorge Manoel Júnior, a guarnição, escalada especialmente para a ocasião, foi abrindo passagem dentro de Aquidauana, para otimizar o tempo do percurso até a Capital, também escoltando os dois veículos que acompanharam os familiares até o aeroporto.
©DIVULGAÇÃO
No embarque, equipe do Hospital Universitário aguardavam o aquidauanense para desejar boa viagem. Na despedida, todos se emocionaram, inclusive pessoas que passavam pelo local e reconheceram João pelas notícias veiculadas na mídia estadual. O que mais marcou os presentes foi que, em vez do menino se despedir com um abraço ou um aperto de mão dos policiais militares, ele bateu continência para cada um, demonstrando o respeito, admiração e gratidão que tem pelos seus amigos de farda.
©DIVULGAÇÃO
A história de superação, perseverança e admiração, deixou João conhecido no Brasil inteiro. Após a divulgação de sua festinha surpresa de aniversário, realizada no último sábado (08), com direito a presença de policiais militares e uma réplica de farda confeccionada exclusivamente para o aniversariante com um braçal da Força Tática, sua luta ficou conhecida. Todos se comoveram com sua história e, principalmente, se emocionaram com sua força de vontade de enfrentar uma rotina cansativa com sessões de hemodiálise, de segunda à sábado. saindo de Aquidauana às 4h30 da manhã e retornando após o almoço.
©DIVULGAÇÃO
João Vitor, apesar de ainda criança, tem uma história de vida que dá para contar em um livro. Com 3 aninhos, ele foi diagnosticado com agenesia do rim direito e e hidronefrose, quadro clínico que impedia que seus rins funcionassem corretamente. O pequeno então passou a fazer diálise peritoneal. Primeiro, três vezes por semana, depois quatro, mas atualmente João precisa fazer hemodiálise, tratamento que substitui a função dos rins, de segunda à sábado em uma clínica na Capital, além de ir para São Paulo a cada três meses.

Mas se tudo der certo, ainda nesta sexta-feira (14), o pequeno policial entrará no centro cirurgico do Hospital Samaritano, em São Paulo. A jornalista Giselli Figueiredo conversou com a mãe de João Vitor, Ana Luiza Silva, que contou sobre as primeiras horas no hospital. O menino já realizou todos os exames e agora aguarda o resultado sobre a compatibilidade do órgão, que é um procedimento padrão. Ela disse que passada toda a euforia, agora de fato caiu a ficha de João, que já está sentindo falta dos irmãos, principalmente do mais novo, pois sabe que sua estadia será um pouco longa na capital paulista, mas também sabe que logo, logo, poderá voltar para Aquidauana e ter uma vida normal junto a sua família.
©DIVULGAÇÃO
João já realizou todos os exames, desde que chegou a São Paulo, agora aguarda os últimos resultados antes da cirurgia.

Fonte: JNE