Representatividade Rural: Saito prestigia abertura oficial do III Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

07/05/2019

Representatividade Rural: Saito prestigia abertura oficial do III Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos

O presidente da Famasul destaca relevância do tema para a realidade da agricultura do estado

©DIVULGAÇÃO
O presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, participou da abertura oficial do III Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos realizada, nessa terça-feira (07), na sede da UEMS – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. O evento é realizado pela Embrapa e UEMS com apoio da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo.

O tema dessa edição é ‘Intensificação Agropecuária Sustentável em Solos Arenosos’. Sobre a iniciativa, Saito destacou: “O evento apresenta-se como uma grande oportunidade para agregarmos conhecimentos sobre o conteúdo, considerando que MS possui 55% de seus municípios com solos de classificação arenosa”.

Diante do assunto, Saito reforçou a atuação do Senar/MS no manejo adequado do solo. “755 produtores assistidos pela Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS possuem propriedades rurais com essa tipologia de solo. Em seis anos de atuação da ATEG, possibilitamos o aumento da capacidade de suporte destas propriedades, que passaram de 0,87 UA/ha/ano para 2,24 UA/ha/ano. Esse é um dos exemplos de como é possível intensificar a agropecuária com sustentabilidade”.

O presidente do Congresso e pesquisador da Embrapa Solos, Guilherme Donagemma, salientou: “O esforço para a discussão desse tema não é de agora. Esses solos, antigamente, eram considerados de inaptidão agrícola, com irrigação e manejo sustentável, isso tem mudado”.

Em seguida, o presidente da Sociedade Brasileira de Ciências do Solo, Robélio Leandro Marchão, da Embrapa Cerrados, falou da trajetória histórica da instituição. “Nossa sociedade é antiga, datada de 1940, tendo como objetivo principal levar o tema a regiões de interesse”.

O chefe geral da Embrapa Solos, José Carlos Polidoro, reforçou: “A principal ferramenta para os solos arenosos é o zoneamento agroecológico que dá parâmetros para um bom resultado. Atualmente, apenas 4 das 27 federações usam o Zoneamento, entre elas, o Mato Grosso do Sul”.

Por último, o superintendente da Semagro, Rogério Beretta, acrescentou: “As tecnologias para esses solos precisam ser usadas com eficiência”.

Participaram do evento o diretor-secretário do Sistema Famasul, Frederico Stella; o chefe geral da Embrapa Gado de Corte, Roney Mamede; o chefe geral da Embrapa Pantanal, Guilherme Asmus; professor da UEMS, Paulo Fernando Jurado da Silva; o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke; o vice-presidente, André Dobashi; o presidente da OCB/MS, Celso Regis; o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Alessandro Coelho; entre outras autoridades locais.

ASSECOM