Ex-deputado Enelvo Felini vai assumir comando da Funtrab - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

29/05/2019

Ex-deputado Enelvo Felini vai assumir comando da Funtrab

Enelvo deve começar no cargo a partir de segunda-feira. Clistiano Fernandes vai continuar na equipe da Fundação

Ex-deputado Enelvo Felini vai assumir a Funtrab ©ARQUIVO
O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Sidrolândia, Enelvo Felini, vai assumir o comando da Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) a partir da semana que vem. Ele entra no lugar do atual gestor Clistiano Fernandes, que vai continuar na Fundação.

A informação foi confirmada por Enelvo Felini, que adiantou ao Campo Grande News que nesta semana já vai fazer visitas ao local, para conversar com os funcionários, mas que deve assumir o comando a partir da segunda-feira (3). “Nossa intenção é colaborar com a entidade com ações positivas na área da geração de empregos”, ponderou.

Enelvo fez questão de elogiar o trabalho de Clistiano Fernandes, e revelou que o gestor vai continuar na Funtrab, fazendo parte da sua equipe. “Conduziu muito bem a Fundação, já fiz o convite e ele aceitou continuar conosco. Vamos trabalhar juntos”. O tucano disse que está se inteirando sobre as atividades e projetos e quer fortalecer as 30 unidades.

“Nosso Estado tem uma geração de emprego de 2% positivo, o que está neste momento acima da média do Brasil, a nossa missão é continuar fomentando o setor e contribuir para o Estado”. Enelvo também quer ajudar os municípios em ações que possam melhorar o desempenho (empregos), contribuindo no que for possível.

O ex-prefeito de Sidrolândia já atuou na gestão do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), como diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), deixando o cargo apenas para assumir o mandato de deputado estadual, no final de 2017, no lugar de Flávio Kayatt (PSDB), que se tornou conselheiro do TCE (Tribunal de Contas Estadual).

Volta ao PSDB - O comando da Funtrab na primeira gestão tucana ficou a maior parte do tempo com o PRB, tendo como diretor-presidente Wilton Acosta. Ele deixou o cargo no começo de 2018 para disputar a eleição. Em agosto do ano passado, outros integrantes do partido (PRB) também foram exonerados, já que a legenda deixou de ser aliada e se tornou oposição no pleito eleitoral.

Em setembro houve uma operação da Polícia Federal, que investigou irregularidades no antigo “Banco do Cidadão”, na gestão de Acosta, com mandados de busca e apreensão na sua residência. O ex-gestor negou qualquer forma de ilegalidade e disse que estava disponível para qualquer investigação.

Por: Leonardo Rocha