Deputado Capitão Contar apresenta subemenda para incorporação de abono ao salário dos servidores de MS - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

29/05/2019

Deputado Capitão Contar apresenta subemenda para incorporação de abono ao salário dos servidores de MS

©Fernando Ricardo
O deputado estadual, Capitão Contar (PSL), apresentou durante a sessão da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), desta quarta-feira (29), juntamente com outros dois parlamentares, uma subemenda que obriga a incorporação do abono concedido aos salários dos servidores do Estado de Mato Grosso do Sul. A proposta foi assinada em conjunto com os parlamentares Pedro Kemp e Cabo Almi, ambos do PT.

O documento foi protocolado ao Projeto 012/2019, de autoria do Poder Executivo, que pedia a prorrogação do abono, que estava previsto até o dia 1 de junho de 2019, passando para a mesma data do ano que vem. Entretanto, as emendas apresentadas pelo deputado Capitão Contar garantem e obrigam o Poder Executivo a incorporar o abono ao salário do servidor, até o dia 1 de junho de 2020, um dia após ao vencimento proposto pela prorrogação. 

“Meu compromisso é com o cidadão, não com a base do Governo Estadual. Tenho minhas diferenças com os parlamentares do PT, mas quando se trata de justiça e bom senso, eu deixo essas diferenças de lado. Defendi os servidores, principalmente aqueles que mais precisam desse abono. Essa é uma emenda para garantir a incorporação do benefício ao salário do servidor. Sou um dos autores da emenda e fomos até o final para aprová-la”, disse o parlamentar Capitão Contar.

O plenário decidiu por votar em 2 partes. Primeiro, votaram o projeto do Poder Executivo para apenas estender a prorrogação do abono, que foi aprovado pelos parlamentares em duas sessões. Entretanto, a subemenda apresentada pelo Capitão Contar e outros, foi votada em separado e teve 12 votos contrários e 6 favoráveis à incorporação, sendo do Capitão Contar, Cabo Almi, Coronel David (PSL), João Henrique (PL), Lucas de Lima (SD) e Pedro Kemp. 

“Gostei da atitude do deputado João Henrique, que foi o único membro da CCJR a discordar do parecer negativo sobre a nossa subemenda, possibilitando que ela [a subemenda] fosse levada ao plenário. Mas lamento a atitude dos demais parlamentares da base do Governo. Não desistirei jamais de defender o que é correto. Perder uma batalha não significa perder a guerra”, concluiu o Capitão Contar.

Por: Jucyllene Castilho