JARDIM| Sem Carnaval, município aposta no turismo para atrair público de folga - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

03/03/2019

JARDIM| Sem Carnaval, município aposta no turismo para atrair público de folga

Empresários tentaram arrecadar dinheiro para levantar carnaval na cidade, mas não foi suficiente. Ainda assim, reservas em recanto ecológico acabaram e fluxo é grande em balneários

Público aproveitou o domingo para curtir o Jardim Ecopark, antigo balneário municipal de Jardim - Foto: Direto das Ruas
Tradicional em Jardim, a 233 km de Campo Grande, o Carnaval este ano não teve vez na cidade. Depois do anúncio do prefeito Guilher Monteiro (PSDB), que comunicou pelo twitter que o evento não aconteceria, empresários tentaram levantar a festa por meio de arrecadações. O dinheiro não foi suficiente e a cidade passou a folga sem festa de Carnaval.

A situação, ainda assim, não impediu que o movimento turístico na cidade, banhada por rios cristalinos como o prata, ficasse intenso durante o final de semana. No Recanto Ecológico Rio da Prata, a responsável pelo setor de reservas, Letícia Soares Gomes, explica que o local é bem procurado.

“Está sendo bem procurado, não estamos conseguindo atender todo mundo, estamos com a capacidade lotada. Todas as vagas foram vendidas com muita antecedência, mas as pessoas continuam procurando, se tivesse mais vagas também já tinha vendido tudo”, contou.

Para quem buscou Jardim como destino durante o Carnaval, um festival de food truck na cidade atraiu o público que não encontrou festa de rua, apenas eventos privados em clube da cidade.

Uma atendente do Buraco das Araras, tradicional ponto de avistamento de pássaros, explicou que 200 pessoas estão agendadas para visitar o local neste domingo (3). No sábado (2) 170 pessoas buscaram esse ponto turístico e na sexta-feira (1), 120 pessoas.

Representante do Buraco das Araras, Edson Moroni, que participou da arrecadação na tentativa de realizar o Carnaval, afirma que o dinheiro, que não foi suficiente, foi devolvido a quem doou. O público do turismo, diz, seria maior com a realização da festa, mas o movimento não deixa a desejar.

“Houve uma arrecadação, que não foi suficiente e não realizaram o carnaval na cidade. Está tendo o Nioaque Folia e muitas pessoas aproveitam para vir no balneário. O fluxo de pessoas está bacana. O Ecopark abriu no dia 22, então está tendo bastante procura, de pessoas da região, Campo Grande, Aquidauana”, comentou.

Nos três balneários da cidade, segundo ele, em média 500 pessoas passam o dia neste domingo (3). “Claro que se tivesse o carnaval o fluxo seria bem maior, mas mesmo sem o carnaval na cidade estamos satisfeitos com os números”.

Por: Izabela Sanchez