CASSILÂNDIA| Prefeitura e Câmara de vereadores disponibilizam recursos para construção de moradias no município - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

27/03/2019

CASSILÂNDIA| Prefeitura e Câmara de vereadores disponibilizam recursos para construção de moradias no município

©DIVULGAÇÃO
A prefeitura de Cassilândia e a Câmara de Vereadores disponibilizaram R$ 96 mil para as famílias beneficiadas pelo Projeto Lote Urbanizado do Loteamento Balmant construírem suas casas. No local 48 bases foram entregues e cada morador recebeu R$ 2 mil para a edificação das moradias.

Este investimento faz parte de um projeto de lei criado no município com o objetivo de facilitar o acesso à moradia. Para a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez a parceria com os municípios tem sido fundamental para o sucesso do projeto.

“Quando a gente vê o esforço do prefeito e dos vereadores numa causa que interfere diretamente no bem-estar das pessoas nós ficamos mais empolgados em poder levar o Projeto Lote Urbanizado para outros municípios. Nós precisamos dessa parceria para que o nosso setor habitacional venha ser diferenciado”, explica.

Trabalho conjunto entre o governo do Estado e o Município, o Lote Urbanizado é uma forma de garantir moradia digna para as famílias que tem a oportunidade de construir a própria casa a partir do terreno e a base que recebem. 

A construção das bases faz parte da primeira etapa do Projeto. Cada base tem 42,56m² com instalações hidráulicas e sanitárias enterradas, contra piso e a 1° fiada de tijolos. Após essa fase, o beneficiário inicia a construção da moradia com assistência técnica da Município e poderá financiar a estrutura do telhado da casa.

O prazo para a conclusão da moradia é de 24 meses e, somente com a conclusão da construção da moradia e o habite-se a família poderá morar na unidade. Os vereadores Valdecyr Pereira da Costa, Admilson Cesário Santos e Ana Maria Alves estiveram na tarde de desta quarta-feira (27.3) na Agehab e apresentaram o projeto pela qual a lei foi criada.


Por: Rosana Lemes de Moura Montovani – Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab).