Enredo de escola de samba em Corumbá vai homenagear Costa Rica neste Carnaval - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

06/02/2019

Enredo de escola de samba em Corumbá vai homenagear Costa Rica neste Carnaval

Carnaval do ano passado atraiu milhares de pessoas ©DIVULGAÇÃO
O enredo do Carnaval deste ano de uma das escola de Samba em Corumbá, vai homenagear o município de Costa Rica. Com ritmo acelerado, o enredo conta a história do município desde a origem, explorando como tema, a beleza natural que a cidade possui e a parceria entre os municípios de Corumbá e Costa Rica. “Corumbá te agracia como irmã, no carnaval de emoção. A águia da vida, vai voar alto, em busca da cidade exemplo do Brasil, óh Costa Rica querida, de terras tão lindas e povo gentil”.

Costa Rica é a Capital Estadual do Algodão e dos Esportes de Aventura, pois possui um grande potencial turístico em exploração. Está inserida nas 100 cidades mais promissoras do Brasil, podendo tornar-se, um pólo regional turístico.

CARNAVAL

Conforme já divulgado pelo MS Todo Dia, o Carnaval de Costa Rica, realizado pela Prefeitura Municipal, terá cinco dias de festa com atrações de peso no Centro de Eventos Ramez Tebet. De 1° (sexta-feira) a 5 (terça-feira) de março, se apresentam artistas como Fernando e Sorocaba, Banda Santa Mônica, Jean Castro, Zheel Chicleteiro, Batuque Bem e Djs. A entrada na pista é gratuita, mas haverá camarote pago com open bar.

HISTÓRIA

De acordo com dados da Prefeitura Municipal, embora a sede do município de Costa Rica seja bastante jovem, a ocupação da região é bem mais antiga. A colonização começou a partir de 1838 com a vinda do major Martin Gabriel de Melo Taques, natural de Itú-SP, casado com Ana Fausta G. de Melo Taques, com quem foi morar no Rio Grande do Sul.

O povoamento de Costa Rica, propriamente dito, teve início por volta do ano de 1926, quando José Ferreira da Costa, procedente de Nioaque, fundou a fazenda Imbirussu. Em 1958, com a construção da ponte sobre o rio Sucuriú, ligando as fazendas Imbirussu e São Luiz, e nela alojou-se Antônio Nogueira com um pequeno comércio. Por volta de 1961, José Ferreira da Costa resolveu implantar um povoado, destinando uma área de pouco mais de 236 hectares da fazenda Imbirussu para loteamento. A surpreendente aceitação fez com que logo surgissem algumas edificações à margem direita do rio Sucuriú. O povoado se tornou Distrito de Camapuã em 21 de janeiro de 1964 (Lei 2.132) e elevado à categoria de município (Lei 76, de 12 de maio de 1980), com desmembramento de porções dos municípios de Camapuã e Cassilândia.

Hoje a população de Costa Rica é formada pelas famílias que participaram de sua fundação e também por descendentes de todo país, constituindo assim uma população rica em conhecimento e cultura.




Fonte: MSTodoDia