Startup de Ivinhema busca descontos em produtos na internet - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

23/11/2018

Startup de Ivinhema busca descontos em produtos na internet

Plataforma Reduza aplica cupons automaticamente e encontra os melhores preços em 150 grandes lojas

©Lako Fotografia
Em época de Black Friday, o que os consumidores mais querem é encontrar promoções vantajosas em lojas confiáveis para comprar os desejados produtos. Em meio a tantas opções disponíveis na internet, é complicado comparar preços e encontrar aquele cupom realmente válido com um desconto a mais.

Foi dessa necessidade que surgiu o Reduza, plataforma que localiza os melhores preços em 150 lojas com apenas um clique. “Tudo isso veio de uma dor que a gente tinha antes, de ficar testando na mão. Eu gastava 40 minutos procurando e ainda saía sem desconto. O site falava que tinha um cupom de desconto em uma camisa, eu testava vários, e não dava certo. Isso frustra muito os consumidores. Foi daí que surgiu a ideia do Reduza”, explica o co-fundador da startup Neto Gonçalves.

Inaugurada em 2015 em Ivinhema, na região Sul do estado, a plataforma já beneficiou mais de 601 mil pessoas que conseguiram reduzir um total de R$ 120 milhões em preços. A Reduza possui um site e extensões para navegadores que, além de comparar preços, aplica cupons de descontos disponíveis automaticamente.

Segundo o empresário, no período de Black Friday, o uso da plataforma aumenta em cerca de 10 vezes. “As pessoas já estão educadas sobre a Black Friday e isso tem potencializado a data. Quando a marca veio para o Brasil, muitas empresas usaram de má fé, surgiu o termo ‘black fraude’, mas o consumidor já sabe que existem ofertas verdadeiras, houve um amadurecimento. E ano após ano a Black Friday tem crescido no faturamento”, destaca Neto. Ele esclarece que a Reduza só trabalha com lojas verificadas e conhecidas que não oferecem risco ao consumidor.

Recentemente, a startup lançou o Reduza Fretes, uma ferramenta que mostra o percentual do frete em relação ao custo do produto. “O frete fora do eixo Rio-São Paulo é muito caro. Aqui pro Mato Grosso do Sul a entrega de uma geladeira, por exemplo, custa entre R$ 300 e R$ 500. É um peso absurdo. Então nem sempre o menor preço de um produto que ele encontra na internet significa economia”, ressalta.

A empresa veio para o Living Lab do Sebrae/MS em junho deste ano e atualmente conta com quatro funcionários. “Nossas perspectivas agora são de consolidar a ferramenta e quem sabe conseguir investidores para escalar mais o negócio e torná-lo conhecido”.

Espaço colaborativo

O Living Lab do Sebrae/MS tem como objetivo desenvolver ideias inovadoras e startups em Mato Grosso do Sul. O laboratório aborda o empreendedorismo e inovação de uma forma disruptiva, onde a comunidade traz ideias para serem discutidas através de mentorias, promovendo conexões e aceleração dos negócios.

Desde sua inauguração, em 2016, 55 startups já passaram pelo local e mais de 20 mil pessoas participaram de eventos. Para saber mais, acesse www.livinglabms.com.br.

ASSECOM