Polícia Federal faz buscas no TCE em sala de conselheiro Osmar Jerônimo - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

27/11/2018

Polícia Federal faz buscas no TCE em sala de conselheiro Osmar Jerônimo

As ações fazem parte da 6ª fase da Operação Lama Asfáltica, batizada de Computadores de Lama

Representante da OAB acompanham ação da PF no TCE ©Henrique Kawaminami
Equipes da Polícia Federal e da Receita Federal cumprem mandados de busca e apreensão no gabinete do conselheiro do TCE (Tribunal de Conta do Estado) Osmar Jerônimo - braço direito do ex-governador André Puccinelli, preso desde julho. As ações são parte da 6ª fase da Operação Lama Asfáltica, batizada de Computadores de Lama.

Duas viaturas, uma da Receita Federal e outra da Polícia Federal, com seis agentes chegaram ao TCE nas primeiras horas desta terça-feira (27). Segundo informações preliminares, os policiais esperaram um representante do gabinete para entrarem no escritório do conselheiro.

Documentos são recolhidos como o assessor e advogado de Osmar. Por isso, as ações da PF são acompanhadas pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul). No local, estão os advogados Vinícius Paiva, representante da OAB e Wilson Tavares, integrante da CDA (Comissão de Defesa e Assistência das Prerrogativas dos Advogados).

Osmar Jerônimo, se tornou conselheiro do TCE em 2014 por indicação de André Puccinelli. Ele foi ainda secretário estadual de Governo e chefe da Casa Civil durante os mandatos do ex-governador e o assessora desde o primeiro mandato de Puccinelli na prefeitura de Campo Grande.

Computadores da Lama

De acordo com a PF, nesta fase, donos de empresas de informática que prestam serviços para o Poder Público são investigados por enviar valores clandestinamente para o exterior e o uso de “laranjas” para ocultar patrimônio adquirido com dinheiro desviado dos cofres públicos.

O desvio se dava por meio da compra fictícia ou ilegal de produtos e contratos simulados, conforme a apuração.

Participam da operação 100 policiais, 17 servidores da CGU e 33 da Receita. Mais informações serão divulgadas em coletiva de imprensa, às 10h.

Fonte: campograndenews
Por: Geisy Garnes e Bruna Pasche