Palestra no TCE-MS alerta sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

26/11/2018

Palestra no TCE-MS alerta sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata

©DIVULGAÇÃO 
“O câncer de próstata é o que mais acomete os homens e o terceiro que mais mata no mundo, perdendo somente para os tumores pulmonares e coloretais”, alertou o oncologista Guilherme Higa. A palestra realizada no auditório da Escola Superior de Controle Externo (ESCOEX), sexta-feira, 23 de novembro, contou com a presença do Conselheiro Marcio Monteiro e de servidores da casa.

O evento promovido pelo TCE-MS com a finalidade de melhorar a saúde e a qualidade de vida dos servidores, em especial a dos homens, faz parte da campanha mundialmente conhecida como Novembro Azul. Realizada todos os anos por diversas entidades neste mês, a campanha tem como objetivo alertar a sociedade, especialmente aos homens, para a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata.
©DIVULGAÇÃO 
Na abertura do encontro, o Coordenador-Geral da ESCOEX Ben-Hur, que na ocasião representou o Diretor-Geral, Conselheiro Ronaldo Chadid, ressaltou que os homens, diferentemente das mulheres, não têm o costume de cuidar da própria saúde, deixando-a em segundo plano. “Por isso a necessidade do evento, onde a direção do TCE-MS na pessoa do presidente Waldir Neves e dos demais conselheiros, além de promover capacitação técnica, seminários e congressos, promove, também, aos seus servidores momentos como este, de orientação e de cuidados com a saúde”.

Na palestra, Guilherme Higa apresentou sobre o que é o câncer de próstata, sua incidência nos homens, prevenção, bem como os cuidados e tratamentos existentes. Destacou que o diagnóstico precoce é ainda a maneira mais eficaz para que o tratamento tenha êxito, e revelou que no Brasil o tipo de câncer mais incidente nos homens é o de próstata. “Em nosso País, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas, sendo que, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca)”.

Em sua apresentação, o oncologista ressaltou que para que esse diagnóstico seja feito no estágio inicial da doença, é necessário que o homem faça o screening, um tipo de rastreamento. “Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico)”, alertou.

Para a prevenção, Guilherme Higa declarou que é necessário diminuir os fatores de risco, como hábitos alimentares ruins, exposição ao tabaco, entre outros. Explicou que a diminuição dos fatores de risco ajuda e muito na prevenção de diversos tumores, inclusive o de próstata, e que uma dieta rica em gorduras, proteínas e pobre em fibras, predispõe à formação de tumores. O tabagismo e certos hábitos sexuais, também, são fatores que influenciam: “Hoje já sabemos que a DST tem uma ligação com o câncer de próstata, há estudos que revelam que o parasita Trichomonas Vaginalis, responsável pela doença sexualmente transmissível tricomoníase, pode estar ligado ao desenvolvimento desse tipo de câncer”.

De acordo com a Enfermeira responsável pelo setor médico do Tribunal, Tatiana Bazan, a cada ano, a campanha vem evoluindo no TCE-MS. “Há quatro anos a Corte apoia o Novembro Azul, promovendo palestras e tardes como esta, ano passado, em 2017, foi disponibilizado aos servidores até um ponto de coleta de sangue, para a realização de exames de PSA”, destacou.

A programação da tarde que teve como proposta a conscientização, orientação e a saúde, contou com uma exposição de miniaturas e de motos. Na ocasião, além de um coffe break, os servidores participantes fizeram aferição de pressão, teste de glicemia, massagem relaxante e contaram com sorteio de brindes. 

Câncer de Próstata

Sintomas: Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são: dor óssea; dores ao urinar; vontade de urinar com frequência; presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Fatores de risco: histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio; homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer; obesidade.

Prevenção e tratamento: A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. Outros exames poderão ser solicitados se houver suspeita de câncer de próstata, como as biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise, guiadas pelo ultrassom transretal.

A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários aspectos, como estado de saúde atual, estágio da doença e expectativa de vida. Em casos de tumores de baixa agressividade há a opção da vigilância ativa, na qual periodicamente se faz um monitoramento da evolução da doença intervindo se houver progressão da mesma.

Novembro Azul 

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, chamado Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado no dia 17 de novembro.

No Brasil, o movimento foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação. Em 2014, o Instituto realizou 2.200 ações em todo o Brasil, com a iluminação de pontos turísticos (como Cristo Redentor, Congresso Nacional, Teatro Amazonas, Monumento às Bandeiras), adesão de celebridades (Zico, Emerson Fittipaldi, Rubens Barrichello), ativações em estádios de futebol, corridas de rua e autódromos, além de palestras informativas, intervenções em eventos populares e pedágios nas estradas.

Em vários países, o “Movember” é mais do que uma simples campanha de conscientização. Há reuniões entre os homens com o cultivo de bigodes (ao estilo Mario Bros), símbolo da campanha, onde são debatidas, além do câncer de próstata, outras doenças como o câncer de testículo, depressão masculina, saúde do homem, entre outros. (fontes: Wikipédia e Biblioteca Virtual em Saúde).

Fonte: ASSECOM
Por: Olga Mongenot