Morre o desembargador Manoel Mendes Carli; TJMS decreta luto de três dias - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

17/11/2018

Morre o desembargador Manoel Mendes Carli; TJMS decreta luto de três dias

©ARQUIVO
Faleceu neste sábado (17) em Campo Grande o desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul Manoel Mendes Carli. Não há informações sobre o que teria causado a morte, mas o desembargador estava em licença para tratamento de saúde, desde o dia 4 de junho deste ano, e há alguns dias estava internado na Clínica Campo Grande.

Em razão do falecimento, a administração do TJMS decretou luto oficial, por três dias, em todo o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul. O velório será realizado no saguão do Tribunal de Justiça. Os horários de início do velório e do sepultamento ainda não foram informados.

Vida e carreira 

Manoel Mendes Carli dedicou 36 anos de sua vida a magistratura. O desembargador nasceu em 14 de maio de 1948, na cidade de Andradina (SP) e se casou com Vilma Maria Inocêncio Carli, com quem teve dois filhos, Juliana Inocêncio Mendes Carli e Manoel Carlos Inocêncio Mendes Carli.

Formado em Direito, pela Faculdade de Direito Laudo de Camargo, em Ribeirão Preto-SP, em 1975, foi aprovado em concurso público para a Magistratura, como juiz substituto, em 1982.

Foi promovido por merecimento ao cargo de Juiz de Direito, em 1982, para Mundo Novo e em 1984, promovido também por merecimento para a comarca de Amambai.

Em 1985 foi removido para a 1ª Vara Cível da Comarca de Três Lagoas. Em 1990 foi promovido, por antiguidade, para a 6ª Vara Criminal da Comarca de Campo Grande-MS, para o cargo de Juiz de Direito de Entrância Especial.

Em 2001 foi removido para a Vara de Execução Fiscal da Fazenda Pública Municipal da Comarca de Campo Grande. Em seguida, em 2009, foi convocado para exercer as atribuições de Desembargador, junto à 2ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça de MS, durante a vacância de cargo, a partir de setembro de 2009.

Em 2010, foi promovido, por antiguidade, a Desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, na vaga deixada pelo Des. Elpídio Helvécio Chaves Martins, que se aposentou, onde permaneceu no exercício de função até hoje.

O Desembargador Manoel Mendes Carli se sempre se orgulhou em lembrar que conseguiu ser aprovado no primeiro concurso público de provas e títulos para o cargo de juiz substituto do então, recém criado, Estado de MS.

Tomou posse em 18 de março de 1982, sob a presidência do Desembargador Jesus de Oliveira Sobrinho.

Fonte: campograndenews
Por: Adriano Fernandes