XVI Recital de poesia do “Curso Arte de Dizer Castro Alves” - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

05/11/2018

XVI Recital de poesia do “Curso Arte de Dizer Castro Alves”

Homenagem a Fernando Pessoa

©DIVULGAÇÃO
A poeta, escritora e declamadora, Elizabeth Fonseca, membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, estará apresentando o XVI Recital de poesia do “Curso Arte de Dizer Castro Alves”, juntamente com seus alunos, comemorando dessa forma 16 anos de dedicação a poesia e a Arte de Dizer. Recital este, sem fins lucrativos, que a cada ano vem trabalhando a literatura, tanto regional como nacional e, dessa vez buscamos além mar as nossas origens ao homenagearmos o maior poeta português, Fernando Pessoa, nos seus 130 anos de nascimento. 

Fernando Antônio Nogueira Pessoa nasceu em 13 de junho de 1888, no Largo de São Carlos, Lisboa/Portugal. Filho de D. Maria Madalena Pinheiro Nogueira Pessoa e Joaquim de Seabra Pessoa. Fernando Pessoa é possuidor de um vasto currículo, portanto enumero as mais importantes obras; as Odes, “O quinto império”, “Cancioneiro”, “Na Floresta do Alheamento”, “O Marinheiro”, “Mar Português” (ele mesmo), “Guardador de Rebanhos” (heterônimo Alberto Caeiro), “Odes de Ricardo Reis” , “Poesias de Álvaro de Campos” (seus heterônimos) e muitas outras. Nesse desdobramento de nomes, denominado heterônimos, a cada um deles Fernando Pessoa analisa seu íntimo e qualidades, a essência das palavras, a construção dos versos, seus estilos e valores intelectuais, com exigência em seus predicados. 

Em fevereiro de 1933, atravessa uma grave crise de neurastenia e, em abril do mesmo ano prepara o original dos Indícios de Oiro, de Mário de Sá Carneiro, para a Presença, que o editará. Em dezembro de 1934, é-lhe atribuído pela publicação da Mensagem, o prêmio da “segunda categoria” do secretariado de Propaganda Nacional, intitulado “Antero de Quental”. Pensa publicar seu primeiro grande livro, mas em 30 de novembro de 1935, vítima de cólica hepática, finda os seus dias E deixa-nos a entoar para sempre esses versos: “Valeu a pena”? Tudo vale a pena / Se a alma não é pequena”. 

Em recente viagem a Lisboa/Portugal, juntamente com meu esposo e na companhia do amigo e confrade Rubenio Marcelo e esposa, emocionei-me ao visitar a “Casa Fernando Pessoa”, sua última morada, e lá encontramos impregnados de poemas e versos como digitais do passado. Em seu quarto; sua cama, cômoda, máquina de escrever, seu chapéu e casaca. 

E assim, nesse clima de entusiasmo lusitano, o “Curso Arte de Dizer Castro Alves”, em sua XVI edição, homenageará esse grande poeta. O recital será dividido em três partes: a primeira, Infantil, com poemas de Fernando Pessoa, pelo Curso Castro Alves e alunos da poetisa e confreira Ileides Muller, o “Grupo Querubins”. A segunda parte com poesias de poetas da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. Terá intervalo musical com as cantoras Lenilde Ramos e Luciana Fisher, que interpretarão “Fados”. A terceira e última parte será dedicada exclusivamente ao poeta Fernando Pessoa, com a declamação de seus poemas. 

O Recital será realizado na sede da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, Rua 14 de julho, 4653, São Francisco, às 19h15min. Entrada franca. 




ASSECOM/ASML