AMPLA VISÃO| O eleitor espera reciprocidade dos políticos - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

08/11/2018

AMPLA VISÃO| O eleitor espera reciprocidade dos políticos


ESTUDAR é preciso! A receita é extensiva aos detentores de mandato parlamentar. Sabedor disso - o deputado eleito João Henrique Catan (PR), advogado, está lendo obras pertinentes à administração pública. A propósito, nesta semana, o parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça ao projeto inconstitucional na Assembleia Legislativa provocou ‘chororô’ do autor e apoiadores. Despreparo ou populismo? 

‘MICOS’ Um deles foi em 2.015. O deputado João Grandão (PT) e seu projeto que proibia a atividade do sistema UBER no Estado. Sob pressão dos taxistas em plenário e com o corporativismo na Casa a matéria foi aprovada. Mas o Governo vetou com o argumento legal: cabe a União legislar as diretrizes da política nacional de transportes. Aliás, mico similar ocorreu na Câmara Municipal da capital com o projeto de Alex do PT e Luiza Ribeiro (PPS), arquivado pela sua notória inconstitucionalidade. 

APLAUSOS É preciso sim abrir a caixa preta do ‘generoso’ BNDES. Relações com Cuba pra que? Quando o Brasil receberá os 680 milhões de dólares investidos no Porto de Muriel em Cuba? O programa ‘Mais Médicos’ ajuda Cuba e prejudica os médicos brasileiros. ‘Engraçado’: os petistas e seus artistas falam em golpe, fascismo e apoiam as Ditaduras de Cuba e Venezuela.. A TV Globo, a Folha de São Paulo, IBOPE e ‘Data Folha’ desmoralizados nas urnas. A desmama das tetas oficiais vem aí. 

PERA LÁ!!! Ficou para traz o tempo em que artistas de novelas e cantores eram tidos como ícones, intocáveis, dotados de grandes poderes para influenciar o pessoal do sofá da sala e atingir até a opinião pública. As redes sociais vieram para desmascarar esses artistas (inclusive os beneficiados com a Lei Rouanet). E mais: a esquerda perdeu a exclusividade das ruas. Derrotados, petistas conhecidos foram pra casa! Aleluia! 

BELEZA! Seu DNA é incrível: bisneta de Pedro Celestino que governou Mato Grosso nos anos 20 e neta do ex-governador Fernando Correa da Costa (1951/55 – 1961/66), a deputada Tereza Cristina ( DEM) comandará o Ministério da Agricultura uma das pastas mais importantes do Governo. Bom para todos nós; ela entende do riscado. Vamos ficar por cima da carne seca. 

DELAÇÃO? O seu pesadelo equivale ao do diagnóstico de câncer. Ouvi no saguão da Assembleia Legislativa comentários de que o ex-deputado federal Edson Giroto (PR) estaria emitindo sinais de possível delação premiada. As informações da prisão onde está desde 8 de maio último preocuparia muita gente. Afinal, o jogo de cartas cansa, a saudade da liberdade aumenta e a proximidade do Natal fomenta a depressão. Não há ‘Jesus’ que aguente! Não é por acaso que o ex-ministro Palocci (PT) abriu o bico. Ele também quer passar o Natal em casa. 

EQUILÍBRIO Sensata a opinião do deputado federal Fabio Trad (PSD) sobre o estilo de Bolsonaro (PSL). Enxerga no futuro presidente muito mais o ‘impeto verbal’ do que propriamente a ‘tentação autoritária ou demonstração concreta antidemocratica’. O deputado apoia a luta contra corrupção, o enxugamento da máquina pública e a redução dos impostos, mas na hora de votar, adotará o estilo ‘caso a caso’. 

VERGONHOSA a postura do Senado em aprovar o aumento dos vencimentos dos ministros do STF – às vésperas do novo Governo e com 14 milhões de desempregados no país. Uma bomba relógio para explodir em 2019. A sensibilidade do pessoal do STF lembra o elefante caminhando no jardim. O que esperar do Senado de tantas figuras investigadas por corrupção? Nestas horas há de se perguntar: para que mesmo serve o Senado? 

PEDRO DOBES Os mais velhos se lembram dele; vereador, deputado estadual (1987/91) MDB. Morreu no aconchego da família, longe dos holofotes com os quais conviveu como apresentador de TV. Foi em paz! Preparado, decente, cordial nas relações, impunha pelo estilo sóbrio. Como disse o grande Tristão de Atayde: “ O passado não é aquilo que passa, mas o que fica do que passou.” 

FORTALECIDO A ida da deputada Tereza Cristina para o Ministério da Agricultura beneficia o seu partido – DEM. Para melhorar ainda mais o astral partidário, o vice governador Murilo (DEM) decidiu pela participação pessoal no Governo, além de ser contemplado com outros cargos. No papo com os deputados Zé Teixeira (DEM) e José Carlos Barbosa (DEM) senti otimismo para 2019. Vida que segue. 

BAZUCA Quando distantes, as eleições podem enganar como o fenômeno das ‘miragens’ no deserto. Aqui na capital – entre delírios e elucubrações – alguns nomes citados como possíveis pré-candidatos a prefeito, ganhando espaço na mídia - nem sempre compensador. Mas hoje a proximidade dos executivos municipal e estadual pode desembocar numa fortaleza eleitoral de grande poder de fogo. . 

CONCORRÊNCIA Em tese o PT teria o deputado Zeca ( 76.465 votos ao Senado na capital ) e o deputado Pedro Kemp (10.428 votos na capital em 2018). Outro pretendente seria o promotor de justiça Harfouche (PSC) com 163.314 votos ao Senado só na capital e Soraya Thronicke (PSL) com 156.697 votos ao Senado em Campo Grande. O Juiz Odilon (PDT) é outro ventilado. O MDB não quer ser esquecido e o deputado Marcio Fernandes (5.778 votos na capital) se coloca à disposição. É o jogo, onde o eleitor não foi ainda consultado. 

O CAMPEÃO Dono de 78.390 votos; 39.896 na capital, o deputado eleito capitão Contar (PSL) é um bom papo. Preparadíssimo na Academia de Agulhas Negras, firme nas suas posições e oxigenado no papo político. Confessou-me que não teve cabos eleitorais e visitou todas as cidades falando diretamente com a população. Não caiu de paraquedas e tem uma visão responsável do contexto nacional. 

POR ANALOGIA percebe-se: é maldosa a imagem que setores da esquerda fazem dos nossos oficiais do Exercito Brasileiro. Não estamos mais na época do Duque de Caxias. A presença de militares em alguns pontos chaves da administração federal vai estancar a roubalheira dos últimos anos e devolver a confiança à população . Só um exemplo de irresponsabilidade: o PT implodiu nossos Correios que foi partidarizado. 

OLHO VIVO Durante a campanha eleitoral o eleitorado rejeitou a argumentação de que a vitória de Bolsonaro seria um retrocesso democrático e que cheirava Golpe Militar. Quanto mais o PT insistiu na tese, maior foi a comparação entre a lisura das gestões comandadas pelos militares e a corrupção patrocinada nos Governos do PT. O que é a política: os militares voltando ao poder pelo voto democrático. Quem diria!!! 

ALELUIA! Com a decisão recente do STF, os Correios vão poder despedir empregados sem justa causa, sem processo administrativo, desde que apresente um motivo apenas. É como um empregado na iniciativa privada. Abriu-se a porteira para estatais e outros setores oficiais dispensarem esse pessoal excedente que incha a folha. São muitas diretorias criadas na ETBC exatamente para abrigar a ‘cumpanheirada’. 

PEDRO CHAVES O senador (PRB) aproveita e promove tratativas importantes ao MS e MT. Relator do projeto sobre a política de gestão e conservação do Pantanal, reabriu para discussão o projeto ao retirá-lo da pauta da Comissão de Meio Ambiente, dando assim espaço para novas colaborações de entidades e do setor produtivo. O resultado deste trabalho será a Lei do Pantanal e a criação do Fundo do Pantanal.Bom! 

E AGORA? A OAB terá mesmo que prestar contas ao TCU - a exemplo de outros conselhos federais que congregam profissões diversas Os 1,1 milhão de advogados movimentam R$1,3 bilhões por ano com anuidades e taxas diversas. A entidade que posta-se como paladino da moralidade, vigilante do Estado e Constituição, cobrando postura correta de terceiros, terá que dar bom exemplo em termos de transparência. 

PENSANDO BEM... A corrupção no Brasil é proporcional ao ambiente e interesses financeiros. Aqui em Campo Grande os fiscais da Prefeitura que atuam nos terminais de ônibus cobrando propina de R$150,00 mensais. Lá no Rio de Janeiro os deputados estaduais cobrando entre R$100 mil reais a R$900 mil reais para aprovação de projetos. Pô! To lembrando do ex-ministro Zé Dirceu dizendo: “acabou a roubalheira no Brasil”. 

UMA FIGURA! Vereador mais votado nos últimos 20 anos em Goiânia (37.796 votos), o radialista Jorge Kajuru (PRP) (58) foi eleito senador por Goiás com 1.557.415 votos, derrotando o ex-governador Marconi Perilo (PSDB). Ele promete encontrar um ‘Sergio Moro’ do futebol para moralizar o futebol brasileiro e derrotar a tal bancada da bola. Deus te ouça! 
“O MDB sempre fica com o primeiro (governo) que aparece.” (Ayrton Batista Jr.)