ELEIÇÕES 2018| Reinaldo defende legado e diz que está confiante em vitória no 1º turno - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

07/10/2018

ELEIÇÕES 2018| Reinaldo defende legado e diz que está confiante em vitória no 1º turno

"Estou muito tranquilo nessa reta final", disse governador, que lidera pesquisas eleitorais

Reinaldo ficou 15 minutos na fila e diz confiar em legado do seu governo ©André de Abreu
Candidato à reeleição, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) votou na manhã deste domingo em Campo Grande, defendeu o legado da sua gestão e disse que está confiante na vitória. Ele chegou à escola estadual Lúcia Martins Coelho, no Jardim dos Estados, às 10h11, acompanhado pela primeira-dama Fátima Azambuja, e aguardou 15 minutos na fila.

Aos jornalistas, Reinaldo, que lidera as pesquisas, disse que está confiante na vitória ainda neste domingo. “Existe sim a possibilidade de vencer no primeiro turno. Mas entendo que é preciso respeitar a vontade das pessoas e aguardar o resultado das urnas”, afirma.

O governador destaca que assumiu a gestão estadual em momento de dificuldade, mas avalia que tomou as atitudes que fizeram Mato Grosso do Sul ser um dos melhores Estados. “Tendo equilíbrio financeiro e fazendo investimentos. Além do trabalho feito, apresentei um programa de governo para os próximos quatro anos. O eleitor entendeu isso e estou confiante na vitória”.

Para Azambuja, sua campanha foi de propostas e não de ataques. “Estou muito tranquilo nessa reta final. Na política não tem milagre e nem salvador da Pátria, mas sim aquele que faz um bom trabalho”.

O governador calcula que a sua coligação pode eleger 18 deputados estaduais, até seis deputados federais e dois senadores. Quanto à corrida presidencial, Reinaldo reafirma o apoio a Geraldo Alckmin (PSDB) até o último minuto, mas destaca que Jair Bolsonaro, líder na pesquisa, é do PSL, partido que integra a sua coligação em MS. Reinaldo vai acompanhar o resultado da apuração em casa.

Fonte: campograndenews
Por: Aline dos Santos e Leonardo Rocha