ELEIÇÕES 2018| Após reclamações, juiz tranquiliza eleitor sobre foto de candidatos - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

07/10/2018

ELEIÇÕES 2018| Após reclamações, juiz tranquiliza eleitor sobre foto de candidatos

Presidente estadual do PSL cobrou fiscalização e Juiz eleitoral descartou problema e diz que voto é registrado normalmente

O juiz eleitoral Rubens Witzel Filho tranquilizou eleitores ©Sidnei Bronka/94 FM
Eleitores douradenses reclamam que não estão conseguindo ver a foto dos candidatos a presidente da República na hora de registrar o voto. O assunto viralizou nas redes sociais e até o presidente estadual do PSL, Rodolfo Nogueira, espalhou áudio em grupos de WhatsApp cobrando fiscalização.

Entretanto, o juiz da 18ª Zona Eleitoral de Dourados, Rubens Witzel Filho, tranquilizou os eleitores e disse que o problema ocorre porque as urnas são antigas e o sistema é lento. Segundo ele, o voto é registrado normalmente.

“Também recebemos essas denúncias e fomos in loco para verificá-las. Nossas urnas eletrônicas são de 2006, têm uma capacidade reduzida de processamento, não são tão rápidas. Quando chega ao último voto a pessoa digita e imediatamente confirma. Aparece o barulhinho e a votação acaba. Não há tempo de aparecer a foto que o candidato votou, mas o voto é computado”, explicou Witzel Filho.

Segundo ele, caso o eleitor queira ver a foto do candidato em que votou, basta esperar alguns segundos para confirmar o voto. “Se digitar os dois números e confirmar, talvez o eleitor não veja a foto, mas o voto será computado normalmente”, afirmou o juiz eleitoral em entrevista à rádio 94 FM.

A demora para aparecer a foto em urnas de Dourados foi motivo de reclamação do presidente estadual do PSL, Rodolfo Nogueira.

“Recebemos relatos que a foto do nosso candidato Jair Bolsonaro não está aparecendo. Isso é uma denúncia grave e precisa ser apurada”, cobrou o dirigente, que pediu voluntários para fiscalizar as urnas. Segundo ele, o delegado do partido foi enviado para as escolas para acompanhar as denúncias e credenciar novos fiscais voluntários.

Fonte: campograndenews
por: Helio de Freitas, de Dourados