Barbosinha apresenta indicações para o município de Dourados - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

10/10/2018

Barbosinha apresenta indicações para o município de Dourados

Deputado Barbosinha apresenta indicações para o município de Dourados ©João Garrigó
O deputado estadual Barbosinha (DEM), presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa, apresentou duas indicações na sessão plenária desta quarta-feira (10).

O deputado solicitou a instalação de um redutor de velocidade e placas de sinalização na BR-276, entre a Vila São Pedro e Indápolis, ambos distritos de Dourados.

O deputado Barbosinha explicou que a BR-276 é uma via de alta velocidade que passa por dentro dos distritos e a instalação do redutor de velocidade com placas de sinalização irá garantir mais segurança a todos, motoristas, pedestres e visitantes.

"A proposição tem o objetivo de atender à solicitação dos moradores dos distritos de Vila São Pedro e Indápolis. A indicação nos foi encaminhada pelo vereador Olavo Sul, preocupado com a segurança das pessoas, e nós vamos intermediar junto ao Governo do Estado essa demanda", completou Barbosinha.

A segunda indicação foi encaminhada ao Secretário de Estado de Justiça, Antônio Carlos Videira, e para o Sr. Coronel QOPM Waldir Ribeiro Acosta, Comandante Geral da Polícia Militar, solicitando que seja implantado um Posto da Polícia Militar na Vila São Pedro, distrito de Dourados.

A segunda proposição objetiva atender aos anseios dos moradores e comerciantes da região, preocupados com uma onda de assaltos que estão ocorrendo nos últimos meses e causando prejuízos materiais e gerando medo nas famílias.

"Outro fator que é determinante para a implantação de um posto policial na região, é a proximidade do distrito com o Presídio de Segurança Máxima de Dourados e a rodovia, extremamente movimentada e que passa por dentro do perímetro urbano, então vamos trabalhar para que seja instalado esse posto policial, demanda extremamente importante da comunidade", finalizou o deputado Barbosinha.

ASSECOM