TCE-MS| E-EXTRATOR é destaque em Seminário Internacional na Capital Federal - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

26/09/2018

TCE-MS| E-EXTRATOR é destaque em Seminário Internacional na Capital Federal

©Divulgação
A ferramenta do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul foi apresentada pelo Diretor de Gestão e Modernização do TCE-MS, Douglas Avedikian, na quarta edição do “Seminário Internacional sobre Análise de Dados na Administração Pública”, realizado entre os dias 24 e 26 de setembro, na Escola Superior do Tribunal de Contas da União (TCU) em Brasília. O evento teve como objetivo promover o compartilhamento de experiências e boas práticas relacionadas ao uso de técnicas de análise e mineração de dados como instrumento para melhoria da gestão e do controle de órgãos e políticas públicas.
©Divulgação
Dentro do Painel-Detecção de Fraude, Douglas Avedikian (DGM), deu início à apresentação do tema “A Ferramenta E-EXTRATOR na Prevenção de Riscos e Fraudes”, e destacou que o objetivo da explanação era para que os participantes pudessem conhecer a metodologia de extração de dados em diferentes bancos, sua associação à Gestão de Riscos e Inteligência Artificial (AI).

Na apresentação, o Diretor de Gestão e Modernização do TCE-MS ressaltou que hoje não basta apenas verificar se os gastos públicos estão dentro do limite adequado, mas também, a que se verificar a qualidade destes gastos, a qualidade da aplicação dos recursos públicos em benefício da sociedade. Douglas explicou que o Projeto E-EXTRATOR tem como base uma metodologia aliada a softwares que terminam por contribuir no trabalho de fiscalização. “A partir do cruzamento das informações coletadas em diversos bancos de dados o próprio programa pode gerar uma matriz de risco dando uma diretriz para a fiscalização”.

O E-EXTRATOR conjuga a extração automatizada de dados dos jurisdicionados (prefeituras e governo) e de outros bancos de dados com a Inteligência Artificial, ferramenta BI, e o gerenciamento de riscos com o objetivo de alcançar a efetividade em suas ações. A ferramenta consiste em extrair as informações diretamente do banco de dados do jurisdicionado que irá filtrar essas informações através da Inteligência Artificial; priorizá-los através da Matriz de Riscos e, posteriormente, disponibilizar os indicadores que são apresentados na tela do BI, para análise e tomada de decisão.

Um dos grandes benefícios desta metodologia é a possibilidade de cruzar estes dados com os de outros bancos, por exemplo: Nota Fiscal Eletrônica, Junta Comercial, TCU, MEC e etc. Os dados podem ainda ser comparados com as informações declaradas dos jurisdicionados que são enviadas por eles através dos diversos sistemas do TCE-MS. Outro importante benefício é que o E-EXTRATOR irá disponibilizar painéis para os prefeitos que serão acessados por meio de login e senha no portal do jurisdicionado onde encontrarão indicadores de gestão e de governança para auxiliar a gestão. O TCE-MS extrai os dados do banco de dados da prefeitura, cruza estes dados com outros dados de diversos bancos transformando-os em informações e entregando para a prefeitura as telas de gestão.

Douglas Avedikian explicou que o E-EXTRATOR extrai as informações diretamente do banco de dados dos jurisdicionados. “Para isso, na Prefeitura de cada município e nos órgãos do Governo do Estado, será instalada uma máquina física blindada, que irá extrair todos os dados de diferentes temas: educação, medicamentos, compras, contratos-obras, portal da transparência, produtividade, indicadores da saúde, atenção básica na saúde, portal da transparência-folha, financeiro e balanços gerais. Tudo feito por meio de um link próprio em que os dados saem direto da fonte, e são enviados via link para dentro do TCE”. E ainda destacou: “A grande inovação é que nenhum outro Tribunal de Contas do País possui uma ferramenta de extração de dados como o E-EXTRATOR, somente o TCE do Mato Grosso do Sul”.

Em sua apresentação, Avedikian destacou, ainda, que depois de realizado o trabalho de mineração, em que são extraídas somente as informações mais importantes, é criado um banco de dados consolidado, passando depois pela Inteligência Artificial que irá separar as informações por tema do respectivo órgão e prefeitura. Feito isso, os dados coletados, passam pela Gestão de Risco e a Gestão da Fraude, dando o surgimento a três tipos de painéis. “Atualmente o TCE-MS já possui 115 tipos de painéis desenvolvidos desde o mês de fevereiro de 2017, que depois de todo esse processo faz-se a entrega de painéis específicos para o auditor de controle externo, painéis para o prefeito que conterão indicadores de governança, de gestão, além de painéis elaborados para a sociedade em geral, com a finalidade de fomentar o controle social”.

E para ratificar a eficiência do E-EXTRATOR na detecção de fraudes, o Diretor de Gestão e Modernização do TCE-MS encerrou a explanação com a célebre frase dita pelo presidente americano Abraham Lincoln: “Você pode enganar todas as pessoas por algum tempo, pode enganar algumas pessoas por todo o tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas por todo o tempo”. 

Os três dias de evento organizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em parceria com o Ministério da Transparência, Controladoria-Geral da União (CGU), da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), e da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), contou com uma programação extensa entre palestras, apresentações técnicas e oficinas.

ASSECOM