DIA DO PORTADOR DE MARCA-PASSO| Campanha em Campo Grande atrai pessoas à procura de atendimento médico - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

24/09/2018

DIA DO PORTADOR DE MARCA-PASSO| Campanha em Campo Grande atrai pessoas à procura de atendimento médico

©Divulgação
Cerca de 300 pessoas foram atendidas, nesta segunda-feira (24.09), em Campo Grande por profissionais da Saúde na campanha em comemoração ao Dia do Portador do Marca-passo. O evento é incentivado pelo Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (Deca) em todo País. Pelo quinto ano consecutivo, médicos cirurgiões cardiovasculares e cardiologistas, do Hospital do Coração, adotaram a campanha preventiva na Capital Sul-mato-grossense.

Das 5h da madrugada até 9h desta segunda-feira, atenderam no Belmar Fidalgo e, das 10h às 15h, no Pátio Central, com aferição de pressão arterial, da frequência cardíaca que precisa estar acima de 50 por minuto, distribuição de informativos e para quem tem marca-passo, houve a verificação do dispositivo.

A aposentada Thelma Simões Pereira, 71 anos, aproveitou o evento no Belmar para aferir o marca-passo dela. "Faz três anos que coloquei o marca-passo pelo SUS, tenho que fazer uma consulta uma vez por ano e cancelaram a minha, ouvi na TV e vim correndo."
©Divulgação
Os técnicos da empresa Biotronik, Alessandro Ribeiro e Renato Gama, fizeram os testes e informaram que dona Thelma tem dispositivo com ainda 2 anos e 7 meses de bateria. "É um alívio saber que ele tá funcionando", disse a aposentada, moradora do Jardim Leblon.

Dona Rosely Cararinelle, de 53 anos, veio de Terenos para ser atendida na Capital."Descobri aqui que preciso fazer um exame de eco. Essa ação foi maravilhosa", comentou.

Há três décadas, o médico Jorge Maegawa, de 76 anos, faz caminhadas pelo Belmar e, também, aproveitou para verificar se o seu coração estava em ritmo certo. "É muito bom, você cuida da saúde dos outros e, às vezes, não tem tempo para um simples exame."

Pátio Central

No Shopping do centro da cidade, Darcy Bordim de Souza, 68 anos, que há 6 colocou o marca-passo, participou da campanha. "Eu venho todo ano para mostrar como vivo bem com o marca-passo", disse.

O servidor público Evandro dos Santos Júnior, de 47 anos, implantou o dispositivo aos 22 anos. "Eu vejo que ainda existe preconceito com quem usa o marca-passo. Por isso, é tão importante essa campanha", destacou Evandro.

Aos 61 anos, pela primeira vez o empresário Laércio Araújo teve a certeza que o ritmo cardíaco dele é baixo. “Eu sempre tive esse ritmo, mas não sei a causa. Hoje eu vim aqui e, agora, vou buscar o tratamento”, comentou.

O número de batimentos cardíacos considerado normal está entre 50 e 100 por minuto, ou um batimento por segundo. “Abaixo de 60 já devemos ficar atentos. Por isso, a campanha do Dia do Portador do Marca-passo é tão importante, podemos diagnosticar doenças cardiopatias, antes de uma situação muito grave”, explicou a médica Letícia Trad, do Hospital do Coração, que participava da ação no Pátio Central.



ASSECOM