Começa a 11ª Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

20/08/2018

Começa a 11ª Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa

Reprodução
De 20 a 24 de agosto, o Poder Judiciário de todo o país realizará a 11ª edição da Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa, um esforço concentrado dos tribunais para julgar casos de violência doméstica e familiar contra as mulheres. 

A ação é realizada três vezes ao ano: em março, emhomenagem ao Dia Internacional das Mulheres; em agosto, por ocasião do aniversário da promulgação da Lei Maria da Penha; e em novembro, durante a Semana Internacional de Combate à Violência deGênero, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Ressalte-se que o objetivo da concentração de esforços é unificar a mensagem de combate à violência, sendo um chamado aos tribunais para trabalhar fortemente pelo enfrentamento à violência contra as mulheres.

Na programação da 11ª Semana em Mato Grosso do Sul estão três eventos importantes. Nesta segunda-feira (20), às 19h30, a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar inicia as atividades com o Painel Literário: As Relações de Gênero nos Textos Literários. 

O painel será realizado na auditório da UEMS, direcionado aos acadêmicos de todos os cursos e a expectativa é que, pelo menos, 200 pessoas participem com os palestrantes Flávio Adriano Nantes Mattos (UFMS) e Carlo Fabrizio Campanili Braga.

No dia 21, terça-feira, a palestra será com Tiago Duque, docente da UFMS, que direcionará seus ensinamentos para assistentes sociais, psicólogos e estagiários lotados no Núcleo Psicossocial da comarca de Campo Grande. Os participantes irão se reunir no miniauditório do Fórum da Capital. 

Na quarta-feira, a equipe de colaboradores da Coordenadoria da Mulher fará a distribuição de material informativo em alusão ao ano da Mulher Rural (ONU 2018) e visitará a escola municipal Dartezi Novaes Caminha, levando a apresentação de uma esquete teatral. Deve ainda ser confirmada uma exposição das produções das Mulheres do Cerrado.

Os juízes do interior que atuam na área de violência contra a mulher também farão parte das atividades. Muitos foram convidados para palestrar em escolas, muitos marcaram julgamentos de processos que envolvem violência contra a mulher. 

ASSECOM