TRÊS LAGOAS| Após incêndio em quase 500 metros de área particular, Aeroporto Municipal recebe ações preventivas - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

26/07/2018

TRÊS LAGOAS| Após incêndio em quase 500 metros de área particular, Aeroporto Municipal recebe ações preventivas

A medida visa evitar que ocorrências semelhantes possam avançar para a área do aeroporto e causar prejuízos e riscos às aeronaves e ao receptivo

©Divulgação
Um incêndio de grande proporção em uma área rural ao lado do Aeroporto Municipal “Plínio Alarcon” causou preocupação à Administração Municipal. O fato aconteceu na manhã do último sábado (21), na pastagem da propriedade e, conforme a superintendente do aeroporto, Sayuri Baez, o fogo se alastrou por aproximadamente 500 metros e poderia ter avançado para a área reservada da pista de pouso.

“O vereador Celso Yamaguti estava nas proximidades e chegou quando as chamas estavam fora de controle. Ele me avisou e vim imediatamente para cá. Pedimos o apoio do Corpo de Bombeiros e utilizamos também o carro-tanque do aeroporto para eliminar o fogo. Fiquei assustada com o ocorrido e preocupada com o que poderia ter acontecido se não tivéssemos agido a tempo”, comentou Sayuri.

Ainda de acordo com ela, por sorte não havia voos no sábado, caso contrário, a fumaça poderia comprometer o pouso ou decolagem. Diante do exposto, a diretora solicitou à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) que providenciasse a limpeza da área em torno do local, a fim de garantir a segurança das aeronaves e de toda a estrutura.

“Tomamos essa providência para evitar futuros problemas. Não sabemos a causa do incêndio e rezamos para que não haja mais. Por isso, pedimos para que a população seja consciente e não ateie fogo em pastos ou terrenos, não jogue bituca de cigarro em mato seco, pois, o risco é muito grande”, complementa Sayuri.
©Divulgação
A equipe de manutenção das áreas verdes da SEMEA iniciou nesta quarta-feira (25), a aragem de toda área em torno do alambrado do aeroporto. Estão sendo utilizados dois tratores com arado e uma patrol, segundo o coordenador de serviços públicos, Wilson Moreira Mariano, em quatro dias o trabalho estará concluído. A Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA) também participa da ação.

“Esta pastagem está muito seca e qualquer faísca pode causar um incêndio e avançar para dentro do aeroporto. Embora este serviço evite este risco, a providência principal deve partir da população. Qualquer foco de incêndio devasta a natureza e coloca em risco a vida humana e animal”, explica Wilson. A causa do sinistro não foi identificada. 



ASSECOM