Murilo Zauith prefere vice do que vaga ao Senado em chapa tucana - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

26/07/2018

Murilo Zauith prefere vice do que vaga ao Senado em chapa tucana

Partido deve "bater o martelo" sobre a chapa majoritária neste final de semana

Murilo Zauith durante encontro com governador, em sua residência ©Saul Schramm
O presidente regional do DEM, Murilo Zauith, revelou que prefere ser o vice na coligação tucana, do que ficar com uma das vagas ao Senado. Ele seria o escolhido para fazer parte desta chapa majoritária, ao lado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A decisão deve ser tomada pelo partido neste final de semana.

“Acredito ser mais interessante e produtivo participar da administração estadual, ao lado do governador (Reinaldo Azambuja), caso seja eleito. Já tenho experiência em gestão como vice-governador e prefeito de Dourados e entendo que podemos dividir este espaço administrativo”, disse Murilo ao site Campo Grande News.

O ex-prefeito explicou que a decisão será coletiva, com a participação das lideranças do DEM, podendo “bater o martelo” neste final de semana. “Temos até o dia 4 de agosto para decidir, mas acredito que se houver um consenso, podemos resolver esta questão ainda neste fim de semana, de forma tranquila”, ponderou.

Murilo ressaltou que não se anima muito com a vaga ao Senado, devido a situação política em Brasília. “Não tem renovação no Congresso (Nacional), desde quando fui deputado federal até agora, são os mesmos protagonistas daquela época, que tomam as decisões e comandam o País. Acredito que posso acrescentar mais aqui”.

Proposta 

O governador se reuniu ontem (25) com as lideranças do DEM e ofereceu um cargo na majoritária, podendo ser a indicação do vice ou uma das vagas ao Senado. Ele ponderou que espera contar com o partido na sua coligação e que conversa com a legenda desde o começo do ano, para fazer parte do mesmo projeto.

Murilo adiantou que o principal impasse para aliança, que era a chapa dos deputados federais, foi solucionado, e que os parlamentares do DEM estavam “seguros” para fazer parte da coligação, restando apenas fazer a escolha sobre a chapa majoritária. Outro assunto que entrou em pauta é a participação maior na administração estadual, em eventual segundo mandato de Azambuja.

Fonte: campograndenews
Por: Leonardo Rocha