Longen destaca importância de complexo de inovação do Sesi e Senai para a Indústria 4.0 - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

04/07/2018

Longen destaca importância de complexo de inovação do Sesi e Senai para a Indústria 4.0

©Divulgação
Ao participar, na noite de ontem (03/07), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília (DF), da cerimônia de apresentação do projeto do SE - SESI SENAI Para o Futuro, complexo voltado à inovação que será construído na capital federal, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, afirmou que, agora, a indústria brasileira estará pronta para, efetivamente, entrar na era 4.0.

Para Sérgio Longen, o acesso a processos automatizados e uso de alta tecnologia a preços acessíveis poderá ser realidade para todas as empresas. “Este é um projeto arrojado, inovador e que, com certeza, elevará a indústria nacional a um outro patamar de competitividade e inovação e a Indústria 4.0, finalmente, poderá ser uma realidade. Nós, de Mato Grosso do Sul, ficamos bastante satisfeitos e saber que também contribuímos para esta iniciativa”, disse.

O presidente da Fiems refere-se ao fato de que um dos centros de inovação do Sesi está instalado em Campo Grande e atua na área de Sistemas de Gestão em SST (Saúde e Segurança do Trabalho), enquanto Três Lagoas conta com um Instituto Senai de Inovação em Biomassa e, em Dourados, o Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas.
©Divulgação
Para o diretor-regional do Senai em Mato Grosso do Sul, Rodolpho Mangialardo, o novo complexo vai aprimorar as ações que já são realizadas pela instituição. “Vamos mergulhar ainda mais na questão da inovação, acompanhando a Indústria 4.0, com novas metodologias de educação. Esse projeto da CNI, de unir Sesi e Senai em nome da inovação, vai ampliar nossas ferramentas, e dar um novo fôlego ao trabalho das casas”, avaliou.

Superintendente do Sesi de Mato Grosso do Sul, Bergson Amarilla afirmou que o complexo é mais um passo rumo à inovação. “Estamos mais próximos da Indústria 4.0. Vamos reunir a expertise do Sesi e Senai para elevar o patamar de competitividade da indústria brasileira, e vem no momento em que se faz necessário sermos proativos, porque temos que ser, sim, a alavanca para que a indústria brasileira seja mais moderna”, pontuou.

O complexo

O projeto “SE - SESI SENAI Para o Futuro”, complexo voltado à inovação que será construído em Brasília (DF), foi apresentado durante o Encontro Nacional da Indústria (Enai) e a estimativa é que sejam investidos R$ 500 milhões. As edificações começam a ser construídas no início de 2019 na capital federal e devem ficar prontas em 2021.

Segundo o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, com a construção do complexo, o objetivo é fazer de Brasília a capital da inovação do Brasil, mas, para isso, precisa de infraestrutura como a duplicação da rodovia e a banda larga. “O complexo vai atuar em eixos que abrangem a busca por inovação, o diálogo com os empresários industriais, a qualificação dos funcionários do Sistema Indústria e interação com a sociedade. Além disso, o espaço vai apoiar a rede no desenvolvimento de novas tecnologias, competências técnicas e metodologias avançadas para a indústria”, garantiu.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, atendeu aos pedidos feitos pelo presidente da CNI e anunciou a publicação do decreto distrital que coloca as obras do SE - SESI SENAI Para o Futuro como de interesse público. Dessa forma, o governo de Brasília deve priorizar obras urbanísticas e de infraestrutura no local, como a duplicação da rodovia DF-140. No evento, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon) doou o projeto de duplicação para o governo do DF.

De acordo com o governador, a importância do projeto se dá pela confirmação da vocação do Distrito Federal como polo de inovação. Uma vez que a cidade tem a maior proporção de doutores por habitante no país e lançou, recentemente, um parque tecnológico. Além disso, o chefe do Executivo distrital reforçou que o complexo fica na região sul de Brasília e contribui para descentralizar a atividade econômica do Plano Piloto.

As instalações do SE - SESI SENAI Para o Futuro ocuparão uma área de 85 mil m² no bairro planejado de Alphaville, na Capital Federal. O projeto prevê vários ambientes, como um Museu de Arte, Ciência e Tecnologia da Indústria, que será aberto ao público; um centro de convenções, a Universidade Corporativa do Sistema Indústria (Unindústria), a sede da coordenação da rede dos Institutos de Inovação do SENAI e dos Centros de Inovação do SESI, além de um ambiente para desenvolvimento de novas tecnologias educacionais.

“Com a construção deste complexo, vamos elevar o patamar do ensino do SENAI, que já é de qualidade”, afirmou Gustavo Leal, diretor de operações da instituição. O SE - SESI SENAI Para o Futuro também será um ponto forte de apoio aos 28 setores da indústria. Dentro do complexo será feito um mapeamento das exigências tecnológicas de cada segmento e, em seguida, propostas serão elaboradas e desenvolvidas nos institutos e centros de inovação espalhados pelo país. “Hoje nós temos 500 projetos na carteira do SENAI. Queremos fortalecer ainda mais esta rede e fazer diferença na competitividade da indústria brasileira, que precisa estar preparada para a onda de mudanças que o mundo vive”, explicou Gustavo Leal.

O espaço tem como objetivo a aproximação da indústria com a sociedade. Para isso, formadores de opinião serão convidados a debater temas de interesse estratégico para o país de modo a contribuir para a formação de políticas públicas eficientes. O Museu de Experimentar a Arte, a Ciência e a Tecnologia da Indústria e o centro de convenções também vão contribuir para aproximar os temas da indústria com a sociedade.

A Universidade Corporativa será centralizada no novo complexo e terá cursos de educação presencial e à distância para a formação de profissionais com alto desempenho para o Sistema Indústria. O empreendimento ainda terá um ambiente de excelência no treinamento dos jovens brasileiros em competições internacionais, como a WordSkills.

ASSECOM