Deputado João Grandão defende concurso público com vagas direcionadas aos profissionais da Educação do Campo - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

17/05/2018

Deputado João Grandão defende concurso público com vagas direcionadas aos profissionais da Educação do Campo

©Divulgação/Arquivo
O deputado João Grandão, líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, apresentou indicação ao governo de Mato Grosso do Sul, para que sejam incluídas vagas voltadas aos profissionais com formação em Educação do Campo. O pedido foi entregue nesta quinta-feira (17).

A indicação solicita a inclusão destes docentes no ensino fundamental e médio, e também a abertura de vagas para funcionários administrativos atuarem, exclusivamente, nas escolas do campo.

“Em nosso entendimento, a realização de um concurso público é o processo seletivo mais democrático para viabilizar o acesso a uma carreira profissional na esfera da administração pública”, explica o deputado.

De acordo com o texto apresentado pelo parlamentar, fundamentado pela Constituição Federal e a Constituição Estadual, a realização de concurso público gera transformações significativas na sociedade, e por isso é solicitada a abertura de vagas específicas para a Educação no Campo.

“Precisamos promover a abertura de vagas específicas para a Educação do Campo, para alcanças as escolas com realidades diferentes, que requerem, de todos nós legisladores, ações políticas concretas, olhares distintos e políticas específicas para a comunidade escolar atendidas no campo – principalmente aos filhos de trabalhadores rurais, ribeirinhos, pantaneiros quilombolas e trabalhadores da Agricultura Familiar”.

Novas Vagas

A solicitação do deputado João Grandão ocorre dias após o governo do Estado autorizar a realização de concurso público para a seleção de 1 mil professores da educação básica e mais 500 vagas para cargos administrativos, conforme publicação em Diário Oficial do dia 14 de maio de 2018.

Em defesa da licenciatura de Educação do Campo na UFMS

Sob a coordenação do deputado João Grandão, foi realizada em abril, Audiência Pública em defesa da continuidade da licenciatura em Educação do Campo na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). O curso passa por corte de verbas e está sob ameaça de extinção.

A proposta é tornar a licenciatura regular e permanente dentro da instituição, assim como outras 42 universidades que oferecem o curso. No estado, a formação tem aproximadamente 120 alunos; a maioria são moradores de assentamentos e acampamentos do estado.

ASSECOM