STJ acata queixa contra desembargadora que fez post sobre Marielle - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

25/04/2018

STJ acata queixa contra desembargadora que fez post sobre Marielle

Processo refere-se ao 'paredão de fuzilamento' defendido pela magistrada contra Jean Wyllys

© Reprodução / Facebook
A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nancy Andrighi acatou a queixa-crime movida contra a desembargadora Marília Castro Neves por defender um “paredão de fuzilamento” para o deputado Jean Wyllys.

Como apurado pelo Blog do jornalista Ancelmo Gois do O Globo, Neves tem 15 dias para apresentar a sua defesa. O advogado de Wyllys é o também deputado Wadih Damous.

Marília Castro Neves ficou conhecida ao divulgar notícias falsas sobre a vereadora Marielle Franco nas redes sociais. No post, ela disse que a ativista estava “engajada com bandidos”, que “foi eleita pelo Comando Vermelho” e “provou o remédio que receitava”. A declaração foi publicada um dia após o assassinato da vereadora, que aconteceu em 15 de março.

Fonte: NAOM