Democratas terá candidato próprio ao governo de MS, diz presidente regional - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

07/04/2018

Democratas terá candidato próprio ao governo de MS, diz presidente regional

Ex-prefeito de Dourados Murilo Zauith assumiu a direção do partido neste sábado

Murilo Zauith, ex-prefeito de Dourados, presidente do DEM ©Marina Pacheco
Depois de assumir a presidência do DEM neste sábado (7), o ex-prefeito de Dourados Murilo Zauith anunciou que o partido terá candidato próprio ao governo este ano. Segundo ele, a legenda tem várias lideranças importantes que podem assumir essa missão e inclusive ele próprio colocou o nome à disposição.

“O Democratas não tem intenção de ser vice de ninguém, mas quer ter seu próprio projeto político em Mato Grosso do Sul. Nós estamos bem estruturados, com dois deputados estaduais (José Carlos Barbosa e Zé Teixeira) e dois federais (Luiz Henrique Mandetta e Tereza Cristina)”, afirmou ao Campo Grande News.

A nível nacional, o partido tem Rodrigo Maia como pré-candidato à presidência. “Ele é o segundo homem mais importante da República e está fazendo um trabalho fundamental, já que o Legislativo está mediando os conflitos entre Legislativo e o Judiciário”.

Zauith substitui o deputado federal Luiz Henrique Mandetta na direção regional do partido por decisão tomada pela chefia nacional do grupo, já que o ex-prefeito de Dourados não está com mandatos atualmente e poderia se dedicar mais à função.

“O nosso partido está pacificado e unido neste momento”, afirmou o novo presidente regional do Democratas.

Ganhos – Neste sábado termina o prazo para que os políticos troquem de partido e o DEM recebeu hoje Luiz Carlos Barbosa, que deixou o PSB porque já não tinha um bom diálogo com os diretórios regional e nacional. No Democratas, por outro lado, ele encontrará velhos companheiros como o ex-prefeito de Dourados Murilo Zauith, a deputada federal Tereza Cristina e o deputado estadual Zé Teixeira.

O novo partido, segundo ele, não tem vetos quanto aos apoios de seus membros na eleição, mesmo se forem os principais adversários. “Eu tenho uma boa relação com os tucanos por ter sido secretário de Justiça e Segurança Pública na gestão de Reinaldo Azambuja”, afirma.

Fonte: campograndenews
Por: Ricardo Campos Jr. e Leonardo Rocha