COSTA RICA| Buscando trazer segurança e tranquilidade aos ciclistas, Administração Municipal instala placas de sinalização nas rodovias do entorno da cidade - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

06/04/2018

COSTA RICA| Buscando trazer segurança e tranquilidade aos ciclistas, Administração Municipal instala placas de sinalização nas rodovias do entorno da cidade

©Igor Santana
Para muitos ciclistas, a bicicleta na estrada é sinônimo de risco, acidentes e bastante adrenalina. Por esses motivos, alguns atletas ainda têm receio de encarar essa aventura. Pensando nisso, o Poder Executivo por meio da SEMTMA – Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura – instalou 24 placas de sinalização nas rodovias do entorno de Costa Rica – MS para oferecer mais segurança e tranquilidade às centenas de pessoas que praticam o ciclismo na cidade.

A placa educativa traz a seguinte frase: “Cuidado ciclistas ao longo da rodovia”, e tem como objetivo orientar os motoristas para que se atentem aos ciclistas e desta forma todos se respeitem e evitem acidentes.

“Andar de bicicleta é ótimo para a saúde, bom para a fluidez do trânsito e muito melhor para o planeta”, enfatiza o prefeito Waldeli dos Santos Rosa ao complementar “por ter se tornando um esporte muito praticado em Costa Rica, vimos essa necessidade para que os ciclistas e os condutores de veículos que trafegam nas rodovias fiquem em alerta e assim evitem acidentes”.

O diretor-presidente do Demutran - Departamento Municipal de Trânsito - Deoclécio Paes, lembra que segundo o CTB - Código de Trânsito Brasileiro - a bicicleta é um veículo (de propulsão humana) e o ciclista, por este motivo, quando está pedalando, deve respeitar todas as regras de trânsito, como semáforos, sinalização e circulação na mão correta de direção. 

“As bicicletas são frágeis e vulneráveis e por isso os demais veículos devem zelar pela segurança dos ciclistas, mas estes também devem respeitar as leis para não contribuir com atitudes de risco”, afirma Deoclésio Paes ao complementar “é proibido ao ciclista andar na contramão dos carros, o que é muito comum de se observar nas vias brasileiras”, lembra.

Ainda segundo o CTB, é proibido pedalar em calçadas, passarelas e outras vias exclusivas para pedestres. “Nesse caso, o ciclista deve sair da bicicleta e empurrá-la, assim equipara-se em direitos e deveres com os pedestres”, explica Paes.

Regras para os ciclistas

O ciclista, para zelar pela sua segurança, deve usar sempre equipamentos como capacete, óculos ou viseira, cotoveleiras, joelheiras e roupas apropriadas, claras e coloridas. O capacete pode diminuir em até 90% a chance de traumatismo craniano em caso de queda. O CTB define também alguns equipamentos como obrigatórios em bicicletas: espelho retrovisor esquerdo, campainha, refletores (olhos de gato) dianteiro, traseiro e laterais. 

Outros cuidados básicos: maior atenção nas conversões e cruzamentos, estes são os locais de maior índice de acidentes. Os ciclistas devem sinalizar sempre a intenção de realizar alguma manobra. “O ciclista tem que estar muito atento com veículos estacionados, pois uma porta pode se abrir a qualquer momento, além disso, deve ter atenção com saídas de garagem”, alerta Deoclésio Paes. Ciclistas em grupo devem trafegar em filas. 

Regras para os motoristas

Os motoristas também devem seguir regras para evitar acidentes com ciclistas. A principal delas é manter distância lateral de pelo menos 1,5 m da bicicleta. “O condutor de veículo deve conferir constantemente a presença de ciclistas através dos retrovisores, com especial atenção aos pontos cegos”, enfatiza o diretor-presidente do Demutran - Departamento Municipal de Trânsito - Deoclécio Paes.

“Os veículos de maior porte são responsáveis pelos de menor, por isso é muito importante que os condutores respeitem a fragilidade do ciclista e tenham atenção constante a estes usuários do trânsito, que é um espaço de todos”, conclui Paes.

ASSECOM