Coluna do Roberto Costa - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

09/04/2018

Coluna do Roberto Costa


ESPECULAÇÃO – Os entendidos em política acreditam que o ato de filiação de Murilo Zauith ao DEM sinaliza claramente a composição da chapa Puccinelli/Zauith, governador e vice. 

DOIS BICUDOS I – Geraldo Resende defende a realização de prévia para definir o nome que irá representar o Partido da Social Democracia Brasileira na disputa por uma vaga no Senado. 

DOIS BICUDOS II – O PSDB, se não houver mudança, vai às urnas apresentando dois nomes: Resende e Marcelo Miglioli, que deixou na semana passada o cargo de secretário de Infraestrutura. 

HABILIDOSO – O Vereador Professor João Rocha, do PSDB, obteve 28 dos 29 votos possíveis para continuar no comando da presidência da Câmara Municipal de Campo Grande. 

JOGOU A TOALHA – O médico cardiologista Ricardo Ayache, além de deixar o cargo de vice-presidente também desfiliou-se do PSB. Ele não explicou, com clareza, o que o fez a desistir da política. 

SEM DINHEIRO – Dizem que o juiz federal aposentado, Odilon de Oliveira, pré-candidato do PDT ao Governo do Estado, estaria enfrentando dificuldade para apresentar o plano administrativo que defende para o Estado. 

NOVA DIREÇÃO – O ex-presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, Cícero Antônio de Souza, assumiu a presidência do diretório regional do Partido da República. 

COMEMORANDO – Depois de 21 anos na fila de espera, o Operário Futebol Clube pode comemorar a conquista de um título estadual em partida emocionante disputada contra o Corumbaense. 

COTAÇÃO ALTA – Desde que assumiu a cadeira de deputado federal, Fábio Trad, do PSD, tem se destacado pela postura séria, coerente, sem achincalhar quem quer que seja. 

NOVO EMEDEBISTA – O ex-ministro Henrique Meirelles é o trunfo que o MDB dispõe para apresentar ao eleitorado brasileiro, desde que o presidente Michel Temer desista de concorrer à reeleição. 

IMPUNIDADE – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, durante sua estada nos EUA, alertou para o risco de uma ‘operação abafa’ contra a operação lava jato. 

MERA COINCIDÊNCIA – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão. Afinal, 12 mais 1 não é igual a 13, o número cabalístico do PT? 


"O maior castigo consiste em ser governado por alguém ainda pior do que nós, quando não queremos ser nós a governar.” PLATÃO