PONTA PORÃ| Implementação da “Zona Azul” movimenta debates na Câmara Municipal - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

20/03/2018

PONTA PORÃ| Implementação da “Zona Azul” movimenta debates na Câmara Municipal

Vereadores debateram implementação de lei. Ficou definido que a população de Ponta Porã deverá definir os rumos da implantação da “Zona Azul” ©Lécio Aguilera
A implementação da “Zona Azul” na área central de Ponta Porã, uma lei que já existe desde o ano de 2013, se tornou o principal tema em debate na sessão ordinária realizada pela Câmara Municipal de Ponta Porã na tarde de terça-feira, 20 de março. 

A “Zona Azul” cria o estacionamento rotativo cobrado na área central da cidade. Entre os objetivos está a melhoria do trânsito com a oferta de mais vagas e melhorias na sinalização e fiscalização. 

Os parlamentares têm opiniões divergentes. Há vereadores que defendem a implementação da medida e também aqueles que são contrários a qualquer tipo de cobrança por parte da população, em especial, os condutores de veículos. 

Para o presidente da Casa, Candinho Gabínio, trata-se de um tema que gera discussões. “Por isso estaremos ampliando o debate. Marcamos uma audiência pública a ser realizada no dia 28 de março, às 14 horas, aqui na Câmara. Esta Casa estará de portas abertas para os cidadãos se pronunciarem”, disse Candinho. 

O presidente acredita que a população precisa participar para que a melhor medida seja tomada. “Ouvir a população, em especial aos comerciantes que serão diretamente atingidos pela zona azul, será salutar para que nós, os vereadores, possamos tomar a melhor medida. O que é unânime nesta Casa é que existe um problema grave que precisa ser solucionado. E esta solução quando surge do debate democrático atende e contempla o desejo das pessoas”. 

PATRULHA MIRIM 

Durante a sessão os parlamentares abriram o espaço da Tribuna Livre para que o presidente da Corporação dos Patrulheiros Mirins de Ponta Porã, Kalil Mattheus Zaim, pudesse expor a situação enfrentada pela instituição. 

Segundo ele, são várias dificuldades e, por isso, eles pediram o apoio dos vereadores para que o poder público possa investir nesta corporação que desenvolve um trabalho social de grande importância. 

O presidente pediu apoio para que a Patrulha Mirim volte a ser respeitada como no passado recente, devido ao trabalho de grande alcance social, atuando na formação de adolescentes repassando valores morais, éticos tão necessários no convívio em sociedade. 

Fonte: ASSECOM