Morre Bebeto de Freitas, aos 68 anos, após participar de evento na Cidade do Galo - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

13/03/2018

Morre Bebeto de Freitas, aos 68 anos, após participar de evento na Cidade do Galo

Aos 68 anos, dirigente do Atlético-MG e ex-presidente do Botafogo, acaba não resistindo depois de parada cardíaca dentro da concentração atleticana

Bebeto de Freitas, diretor de administração e controle, passou mal há pouco na Cidade do Galo © Arquivo
A tarde parecia tranquila na Cidade do Galo, mas o movimento de ambulâncias e a chegada de um helicóptero mudou a rotina do CT alvinegro. O socorro médico foi chamado para atender Bebeto de Freitas, de 68 anos, diretor de administração e controle do Atlético-MG, que passou mal no hotel da concentração do clube. No entanto, o dirigente acabou falecendo, vítima de parada cardíaca, antes de ser levado para um hospital.

Bebeto havia participado normalmente do lançamento do time de futebol americano do Atlético-MG, o Galo FA, em evento que ocorreu no fim da manhã desta terça. Após a cerimônia, os convidados se dirigiram ao hotel do clube, na parte superior do centro de treinamento. Bebeto de Freitas acabou passando mal, enquanto apresentava as acomodações da concentração atleticana. Ele chegou a receber o primeiro atentimento médico em um dos quartos do prédio, mas não resistiu antes de ser levado para um hospital na capital mineira.

A carreira esportva de Paulo Roberto Freitas, o Bebeto de Freitas, é extensa: foi jogador e técnico da seleção brasileira de voleibol. Foi treinador da “geração de prata” nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles. No futebol, teve a primeira passagem pelo Atlético-MG em 1999. Trabalhou no clube ainda em 2001. Foi presidente do Botafogo entre 2003 e 2008. Posteriormente, voltou ao Galo como diretor-executivo, em 2009. Assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer na gestão de Alexandre Kalil na prefeitura de Belo Horizonte, no início de 2017. Com a eleição de Sérgio Sette Câmara para presidente do Atlético-MG, no final do ano passado, retornou ao clube, desta vez no cargo de diretor de administração e controle.

O Atlético-MG decretou luto oficial de três dias após o falecimento do dirigente. Alexandre Kalil, prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do clube, foi um dos primeiros a se manifestar pela morte de Bebeto de Freitas.

- Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado. Por isso gostava de estar perto de você. Encontramos mais tarde, Bebeto.

A situação alterou a programação do Atlético-MG na tarde desta terça-feira. O time se prepara para o confronto com o Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil, marcado para esta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência. Uma das coletivas que aconteceria no CT alvinegro foi cancelada. Jogadores, funcionários e dirigentes do clube, que ficaram na parte de cima do centro de treinamento, onde a imprensa não tinha acesso, se mostravam muito abatidos com o ocorrido. O treinamento acabou cancelado.
Jorginho, segurança do Atlético-MG, bastante emocionado durante socorro a Bebeto de Freitas na Cidade do Galo (Foto: Rafael Araújo)

Por Rafael Araújo, de Belo Horizonte