Caravana da Saúde vai levar atendimento a 42 mil alunos da rede pública da Capital - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

22/03/2018

Caravana da Saúde vai levar atendimento a 42 mil alunos da rede pública da Capital

©Chico Ribeiro
O maior programa de regionalização de saúde já implantado em Mato Grosso do Sul, que levou mais de 850 mil procedimentos em 11 microrregiões do Estado em 2015, neste ano terá como foco os alunos da rede pública. Com o objetivo de identificar problemas de visão e audição em alunos com idades entre 7 e 12 anos, a Caravana da Saúde, etapa 2018, vai iniciar os atendimentos neste mês.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (SES), já deu início a implantação do projeto que prevê o atendimento de mais de 42 mil alunos das escolas estaduais e municipais, das sete regiões de Campo Grande.

Os alunos das 150 escolas da Capital serão atendidos em duas etapas: na fase de triagem, onde serão realizados os exames básicos de audição e visão e, na segunda fase, onde acontecerão os exames específicos e também os procedimentos. 

Caravana nas escolas

No próximo dia 27, a EE Dr. Arthur de Vasconcellos Dias, localizada na região do Segredo, será uma espécie de escola piloto, já que é o primeiro atendimento feito pela Caravana nesse formato. A expectativa é atender os 219 alunos matriculados.

Na EE Professora Ada Teixeira dos Santos Pereira, no dia 2 de abril, também como projeto piloto, 420 alunos deverão ser avaliados.

Auditivo e Oftalmológico

O projeto do Governo do Estado nas escolas públicas visa identificar e sanar problemas auditivos e oftalmológicos que podem ser revertidos, além de reduzir as taxas de evasão escolar, muitas vezes decorrente dessas dificuldades, conforme justificativa do projeto, publicada no edital da Caravana 2018.

Um dos principais instrumentos do Governo do Estado na ação de regionalização e democratização da saúde, a Caravana leva em conta a saúde auditiva e ocular dos estudantes, o que representa importante papel no desenvolvimento do ser humano. Na idade escolar, os problemas de visão podem passar despercebidos e repercutir desfavoravelmente no aprendizado. Sabe-se ainda, de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia (AAO), que os problemas de visão, como a miopia, a hipermetropia, o estrabismo e outros fatores, afetam mais de 20% das crianças em idade escolar. Isso significa dizer que um em cada cinco alunos sofre algum problema visual.

A Caravana vai garantir óculos e aparelhos auditivos aos alunos que apresentarem algum tipo de necessidade. As entregas serão feitas no dia D, um dia de mobilização, quando também serão oferecidos diversos serviços à sociedade de forma geral. A expectativa é realizar todos os atendimentos (1ª e 2ª fase) até fim de maio e, em seguida, realizar o Dia D.

Nesta quinta-feira (22.3), o Diário Oficial do Estado (DOE) publicou a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que garante a implantação das ações. O plano de atividades foi aprovado no dia 16 desse mês. 

Caravana da Saúde

Criada em 2015 pelo governador Reinaldo Azambuja, a Caravana da Saúde é o maior programa de regionalização da saúde já realizado em Mato Grosso do Sul, tendo executado mais de 850 mil procedimentos, 34 mil exames e 50 mil cirurgias, com investimento de R$ 75 milhões. O projeto percorreu as 11 microrregiões de Mato Grosso do Sul.

Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Por: Luciana Brazil – Secretaria de Estado de Saúde (SES)