1º de março tem previsão de chuvas à tarde em todo o Estado - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

01/03/2018

1º de março tem previsão de chuvas à tarde em todo o Estado

Manhã em Campo Grande começa com aumento da nebulosidade; expectativa do Inmet é de pancadas de chuva com trovoadas pelo Estado durante a tarde

Na Capital, nebulosidade começou a aumentar pouco antes das 6h; previsão é de chuvas à tarde © Reprodução
A previsão do tempo para Mato Grosso do Sul no primeiro dia de março se assemelha ao que a população vivenciou nos últimos dias do mês passado. A quinta-feira (1º) promete ser de tempo oscilando entre parcialmente nublado e encoberto durante a manhã, com pancadas de chuva e trovoadas no período da tarde. À noite, o céu deve permanecer parcialmente nublado, segundo informou o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

As temperaturas devem permanecer estáveis ao longo desses dias. Em Campo Grande, a nebulosidade começou a aumentar pouco antes das 6h. Ao longo do dia, os termômetros devem oscilar entre 21ºC e 30ºC, com a umidade do ar chegando a até 95%. Deve haver, durante o dia, ocorrência de ventos de fracos a moderados, com rajadas no período vespertino.

O cenário será praticamente o mesmo em todo o interior. A temperatura mínima prevista era de 21ºC nas regiões sul, sudoeste e leste. Já a máxima chega aos 33ºC no Pantanal e 34ºC no centro-norte.

Diferente do que ocorreu até esta quarta-feira (28), não há previsão de temporais no Estado durante o dia. A condição serve de alívio para regiões que foram prejudicadas pelas chuvas intensas nos últimos dias, como Miranda –onde o rio de mesmo nome transbordou–, Aquidauana e Jardim.

Neste último município, fortes correntezas no rio dos Velhos derrubou parcialmente uma ponte, que está interditada. O prefeito Guilherme Monteiro (PSDB) anunciou que decretaria situação de emergência, ao passo que a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) realiza estudos para verificar a causa do problema.

Fonte: campograndenews
Por: Humberto Marques