Deputado Dr. Paulo Siufi defende direito dos assistentes sociais aprovados em concurso - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

27/02/2018

Deputado Dr. Paulo Siufi defende direito dos assistentes sociais aprovados em concurso

Dr. Paulo Siufi esclareceu os pontos da reunião ocorrida no início da manhã e reiterou a relevância do trabalho realizado pelos assistentes sociais tanto na área médica quanto na área da educação

© Victor Chileno 
O deputado estadual Dr. Paulo Siufi (MDB) se reuniu no início desta manhã, 27, com membros das comissões de Saúde e Assistência Social e Seguridade para definirem ações em relação ao cumprimento da Lei Municipal 5.192/2013, que determina a presença de assistentes sociais nas escolas públicas e nos Centros de Educação Infantil (Ceinfs) e a nomeação dos profissionais aprovados no último concurso público da Prefeitura de Campo Grande.

Durante o debate, foi apresentado um manifesto em defesa da política municipal de assistência social, com o objetivo de sensibilizar o prefeito Marcos Marcelo Trad, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal. “O prefeito me informou que vai fazer o que for possível, no entanto, a legislação vigente não o permite que ultrapasse um teto de contratações, que é de mais dez concursados”.

Dr. Paulo Siufi falou da necessidade de se contratar profissionais do serviço social. “Tenho a convicção de que, dentro das unidades de saúde e também nas escolas municipais, precisamos da presença do assistente social. Aliás, acho que esse profissional deveria estar presente em diversos ambientes, porque sei da importância que vocês representam para se ter uma sociedade mais justa e digna”, afirmou o parlamentar.

Após a reunião, o manifesto foi entregue aos deputados na sessão parlamentar para ser assinado por todos e entregue ao prefeito de Campo Grande. O deputado Dr. Paulo Siufi ocupou a tribuna para esclarecer os pontos da reunião e reiterar a relevância do trabalho realizado pelos assistentes sociais tanto na área médica quanto na área da educação.

“Nós estivemos mais cedo com valorosas guerreiras que se dedicaram ao longo de anos em bancos de universidades para o aprimoramento do dom de ser o alicerce de uma sociedade. Profissionais fundamentais para que possamos diminuir a violência e a intolerância nos dias atuais, que conseguem levar carinho e esperança aos que mais necessitam. Quero aqui reforçar nosso apoio a essas pessoas que trabalham pela assistência social”, ressaltou.

O deputado, que é presidente da Comissão Permanente de Saúde da Assembleia, pediu aos seus pares que discutam e votem o projeto de lei 110/2017, que dispõe sobre a jornada de trabalho dos profissionais de assistência social, definindo-a em 30 horas semanais. “Um projeto semelhante já foi apresentado pelo meu colega deputado Amarildo Cruz anteriormente e foi rejeitado. Agora, ele subscreve comigo esse novo projeto. E eu peço aos meus colegas que deixem que o projeto passe pelas comissões e seja discutido aqui em plenário. Por que não oferecermos esse direito, que já é federal, aos nossos profissionais em Mato Grosso do Sul?”, apontou o deputado.

Sobre a reivindicação das assistentes remanescentes do concurso público de Campo Grande, Dr. Paulo Siufi reafirmou seu compromisso de representá-las e apoiá-las. “Nesta Casa, essas profissionais têm voz e vez sempre que requisitarem”, garantiu Dr. Paulo Siufi.

Fonte: ASSECOM
Por: Adriana Viana