Primeiro dia útil do ano será de temperaturas amenas e chuva em MS - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

02/01/2018

Primeiro dia útil do ano será de temperaturas amenas e chuva em MS

Na região central, os termômetros não devem passar dos 26°C, enquanto a máxima no Pantanal pode chegar aos 34°C

DR
O canal de umidade começa a perder força sobre Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (2), continuando apenas na região norte do Estado, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Apesar disso, o tempo continua instável, com previsão de céu nublado e pancadas de chuva a qualquer hora do dia, em todas as regiões. No norte, leste e oeste, as nuvens começam a se formar pela manhã, mas aumentam ao longo do dia.

O alerta dos meteorologistas é para pancadas isoladas de chuva, que podem ser acompanhadas de trovoadas. Mínima hoje de 22°C no Estado, sendo que a máxima pode chegar aos 34°C.

Em Campo Grande, o dia amanheceu fechado e com temperaturas amenas. A previsão é de pancadas de chuva a qualquer hora do dia, sendo que à tarde elas podem ser mais fortes e acompanhadas de rajadas moderadas de vento.

Os termômetros na Capital ficam entre 23°C e não devem passar dos 26°C. Mesmo com tempo fechado e céu parcialmente nublado, o Aeroporto Internacional de Campo Grande funciona normalmente na manhã de hoje, estando aberto para pousos e decolagens.

Em Maracaju, dia também será nublado e a mínima será de 22°C, com máxima de 30°C. Em Sidrolândia a previsão é parecida, mas com temperaturas que podem chegar aos 33°C.

No Pantanal, sol aparece entre nuvens, com possibilidades de pancadas isoladas de chuva. Aquidauana, Corumbá e Ladário registram mínima de 23°C hoje, enquanto a máxima pode chegar aos 34°C.

Em Água Clara e Três Lagoas, tempo também instável, com formação de nuvens de chuva ao longo do dia. Calor nessas cidades fica em torno dos 32°C. No norte do estado, os termômetros também registram altas temperaturas, mas não passam dos 32°C em Cassilândia e Costa Rica.

Fonte: campograndenews
Por: Liniker Ribeiro