Mulher é esfaqueada pelo ex-padrasto no Residencial Búzios - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

07/12/2017

Mulher é esfaqueada pelo ex-padrasto no Residencial Búzios

Suspeito foi preso em flagrante por policiais da Deam e teve a preventiva decretada em audiência de custódia

© Ilustração
Magno Joaquim Nandes, de 58 anos, foi preso após esfaquear a filha da ex-mulher na noite de segunda-feira (4), no Residencial Búzios em Campo Grande. O homem foi preso logo após o crime e teve a prisão preventiva decretada nesta manhã, durante audiência de custódia.

Segundo o boletim de ocorrência, Magno foi casado com a mãe da vítima, mas estava separado dela há cinco meses. Após a separação, a mulher foi morar com a filha, de 30 anos, em uma casa na Rua Lagoa dos Patos, no Residencial Búzios, e por volta das 18 horas de segunda-feira (4) recebeu a visita do ex-marido.

Conforme a polícia, o suspeito passou a discutir com a família da ex-mulher e causou uma confusão no local. Em determinado momento, ele teria colocado a filha da vítima, uma menina de 3 anos, dentro do carro que dirigia a força e puxado a mãe da criança para perto do veículo.

Testemunhas relataram que nesse momento Magno pegou uma faca de dentro do carro e golpeou a mulher pelo menos quatro vezes. Um dos golpes atingiu a vítima no abdômen, causando um ferimento de 10 centímetros. O suspeito fugiu após o crime e a vítima foi socorrida por um vizinhos, que seria subtenente.

Em um primeiro momento, a mulher foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida, mas em virtude a gravidade do ferimento foi transferida para a Santa Casa, onde passou por cirurgia.

Durante o registro do caso, equipes da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento Mulher) receberam novas informações sobre o autor do crime e em diligências o encontraram na frente da casa dos pais, na Avenida das Primaveras, no Jardim Joquei Club.

Magno foi preso em flagrante e nesta quinta-feira (7) passou por audiência de custódia, onde teve a prisão preventiva decretada pela juíza May Melke Amaral Penteado Siravegna, por tentativa de feminicídio.

Fonte: campograndenews
por: Geisy Garnes e Bruna Kaspary