Pedro Chaves viabiliza recursos para o fortalecimento da PRF - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

06/11/2017

Pedro Chaves viabiliza recursos para o fortalecimento da PRF

© Divulgação
Em visita ao gabinete do senador Pedro Chaves (PSC), nesta segunda-feira (06), o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul, Luiz Alexandre Gomes da Silva, agradeceu o apoio do senador na destinação de R$ 200 mil em emendas parlamentares para a compra de novas viaturas e equipamentos operacionais. Ele também destacou o empenho de Pedro Chaves, na viabilização de R$ 100 milhões em emenda de bancada para a construção de nova sede da PRF em Campo Grande.

Segundo ele, o local servirá como base estratégica não só da Polícia Rodoviária, mas como de todas as forças de segurança estaduais e federais. "É preciso unir todos os esforços para combater o tráfico e a violência no país", disse Luiz que, ainda, ressaltou o empenho do senador no Congresso Nacional. "A ajuda do senador Pedro Chaves tem sido de suma importância para a Polícia Rodoviária Federal, tanto em âmbito nacional como regional. Ele tem atuado firmemente junto ao governo federal em nosso favor", disse ele.

Para o senador, o investimento na segurança é extremamente importante para impedir a entrada de ilícitos no país. Ele lembrou que por meio da fronteira estadual com o Paraguai e Bolívia, o Estado é hoje, o principal corredor do tráfico de drogas e de armamentos. "Atualmente, infelizmente, sabemos que a violência no Rio de Janeiro foi abastecida em grande parte, pelo nosso Estado, justamente pela posição estratégica dele. É por isso, que sou um apoiador do fortalecimento das nossas polícias e, também, das Forças Armadas", declarou.

Ainda conforme Pedro Chaves, além da infraestrutura, as forças de segurança precisam também do aumento do efetivo que hoje, se encontra bem defasado. "As polícias, em especial a PRF, está com 50% de efetivo que deveria ter. A infraestrutura é importante, mas também é preciso aumentar o número de pessoal qualificado nessa área tão importante que é a segurança nacional", defendeu.

Fonte: ASSECOM
Por: Tavane Ferraresi