"Foi uma situação muito difícil", diz filho de Puccinelli sobre prisão - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

15/11/2017

"Foi uma situação muito difícil", diz filho de Puccinelli sobre prisão

Puccinelli Junior e o pai foram soltos por volta das 16h de hoje

André Puccinelli Junior na saída de Centro de Triagem © Gerson Oliveira
Minutos depois de deixar o Centro de Triagem na tarde de hoje, o filho de André Puccinelli (PMDB), André Puccinelli Junior, recebeu com exclusividade a equipe do Portal Correio do Estado no prédio onde mora o ex-governador e família, em Campo Grande.

Com semblante abatido, Junior primeiro se desculpou pela aparência de cansaço e pediu que não fossem feitas fotos. Em seguida, já no hall de entrada do prédio, afirmou que o pai não poderia receber a equipe, pois estava no banho e precisava descansar. O advogado se dispos a conversar brevemente sobre o que houve.

Junior revelou que ele e o pai passaram a noite numa cela com outros 19 presos e que, apesar de não terem contado com nenhum tipo de regalia, foram bem recebidos. "Fomos bem tratados, mesmo assim foi uma situação muito difícil, como todos podem imaginar", se limitou a dizer.

Questionado sobre a prisão, André Junior apenas disse concordar com os argumentos expostos pelo desembargador federal Paulo Fontes no Habeas Corpus.

CRÍTICA À PF

Na decisão que concedeu liberdade a André Puccinelli e o filho, Paulo Fontes trata com tom de crítica a extenção das investigações sobre o caso.

Conforme o desembargador, apesar do tempo já dilatado das investigações e a extensa atividade probatória autorizada pelo Poder Judiciário, como inúmeras buscas e apreensões, não houve oferecimento de denúncia contra os investigados.

Ainda segundo Fontes, a Justiça Federal tem concedido liminares com suspensão de prazos processuais para que a Polícia Federal disponibilize documentos e provas constantes nos inquéritos para a defesa dos investigados, no entanto, isso não tem sido feito pelas autoridades policiais.

"A falta de conclusão das investigações , apesar do alongado decurso do prazo, desaconselha a decretação de novas medidas cautelares", finalizou o desembargador, ao revogar a prisão.

Fonte: CE
Por: LUANA RODRIGUES