Em entrevista, FHC diz ter medo da direita e de Bolsonaro - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

17/11/2017

Em entrevista, FHC diz ter medo da direita e de Bolsonaro

Sem citar o nome do parlamentar, ex-presidente tucano relembrou entrevista em que o deputado sugeriu "matar 30 mil, começando por FHC"

© DR
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta quinta-feira (16) que o Brasil corre risco de repetir a experiência da Itália pós- Operação Mãos Limpas e eleger um presidente de direita como Silvio Berlusconi na próxima eleição durante evento na Universidade Brown, nos Estados Unidos.

Sem mencionar diretamente o nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ele relembrou uma entrevista antiga do parlamentar. "Eu não quero entrar em detalhes, mas há pessoas da direita que são pessoas perigosas", afirmou.

"Um dos candidatos propôs me matar quando eu estava na Presidência. Na época, eu não prestei atenção. Mas hoje eu tenho medo, porque agora ele tem poder, ainda não, ele tem a possibilidade do poder", disse o tucano, de acordo com informações do jornal Estado de S. Paulo.

Em 1999, durante entrevista à TV Bandeirantes, Bolsonaro afirmou que seria impossível mudar o país por meio do voto. "Você só vai mudar, infelizmente, quando nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro. E fazendo um trabalho que o regime militar não fez. Matando 30 mil, e começando por FHC", comentou.

Para FHC, o candidato que vai se eleger em 2018 como presidente deve expressar uma mensagem condizente com as vontades da população. "É arriscado. Essa pessoa está comprometida com a Constituição, com o respeito das leis, com os direitos humanos?", ponderou.

Fonte: NAOM