Corinthians vence Palmeiras e encaminha título do Brasileirão 2017 - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

05/11/2017

Corinthians vence Palmeiras e encaminha título do Brasileirão 2017

Mais de 46.090 mil pagantes, recorde do estádio, empurraram a equipe alvinegra a uma vitória nesta 32ª rodada por 3 a 2 sobre o arquirrival, com gols de Romero, Valbuena e Jô

© Getty Images
Historicamente, sempre que se viu em risco o Corinthians recorreu a sua torcida. Neste domingo (5), antes do jogo decisivo pelo Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras, no Itaquerão, o expediente se repetiu. E, como em outras tantas vezes, provou-se eficaz.

Mais de 46.090 mil pagantes, recorde do estádio, empurraram a equipe alvinegra a uma vitória nesta 32ª rodada por 3 a 2 sobre o arquirrival, com gols de Romero, Valbuena e Jô. Mina e Moisés descontaram para o visitante.

Com o resultado, o Corinthians foi a 62 pontos e ganhou um respiro na briga pela liderança do torneio e voltou a se distanciar de seus concorrentes diretos.

Agora, ostenta seis de vantagem sobre o Santos e oito diante do Palmeiras. Restam seis rodadas para o término do Brasileiro.Antes da partida, o cenário era menos favorável. Palmeiras havia vencido o Corinthians no Itaquerão nos últimos dois Brasileiros.

Além disso, o Corinthians viu a "gordura" conquistada no primeiro turno diluir mais e mais com uma campanha diametralmente oposta na segunda metade do campeonato.

A torcida, assim que teve sua entrada no estádio liberada, deu um voto de confiança para o técnico Fábio Carille e seus jogadores.

Como prova de fé, aplaudiu até defesa de Cássio no aquecimento dos goleiros. Também estendeu uma enorme faixa em mosaico em que se lia "Bicampeão Mundial", em alusão às conquistas de 2000 e 2012.

Assim que o árbitro Anderson Daronco deu o apito inicial, o Palmeiras tomou a iniciativa. Em dois minutos, os colombianos Mina -que voltou a equipe após lesão- e Borja perderam boas chances de abrir o marcador.O treinador interino do time alviverde, Alberto Valentim, posicionou avançadamente a linha defensiva, o que no início surpreendeu e encurralou o mandante.

Aos poucos, à medida que o Corinthians se adaptou, a formação passou a dar espaços e o jogo ficou equilibrado.Não tardou para que as fragilidades fossem expostas, principalmente com falhas dos laterais Mayke e Egídio. Aos 27 min, Rodriguinho fez boa jogada pela esquerda, livrou-se da marcação e cruzou.

A bola cruzou toda a meta corintiana e encontrou Romero, impedido, que abriu o placar. Menos de um minuto mais tarde, depois de outro bom passe de Rodriguinho, Jô surgiu frente a frente com Prass e finalizou. O goleiro desviou para escanteio.

No escanteio resultante, outro paraguaio, o capitão Balbuena, resvalou na bola para ampliar a vantagem corintiana, aos 28 min.

O Palmeiras, que teve 61% de posse de bola na primeira etapa, tentou impor o jogo e ser mais incisivo, e logo criou duas chances. Na primeira, Pablo evitou o gol ao travar finalização de Borja. Na segunda, aos 34 min, Mina aproveitou cobrança de escanteio para cabecear e reduzir o deficit.

Não houve tempo para que os visitantes se empolgassem. Aos 36 min, Egídio cometeu pênalti sobre Jô, que em seguida cobrou no canto esquerdo de Prass e fez 3 a 1. Foi a primeira vez que o Corinthians marcou três gols no primeiro tempo no torneio.Na volta do intervalo, Valentim pôs Roger Guedes no lugar do Keno, mas a alteração não resolveu o problema de criação do time.

O interino tampouco corrigiu o posicionamento avançado da defesa, que continuou a ser explorado pelo Corinthians.Aos 20 min, Valentim trocou Bruno Henrique por Guerra, na tentativa de melhorar a produção do meio-campo –ao mesmo tempo, Carille substituiu Gabriel por Maycon.

O venezuelano cobrou escanteio aos 22 min, Pablo cortou equivocadamente e a bola sobrou para Moisés, que com um forte disparo cruzado diminuiu: 3 a 2.

Enquanto o Palmeiras se lançou ao ataque, o jogo ficou mais violento. Daronco distribuiu 11 cartões amarelos, dos quais seis para o Corinthians. Nos acréscimos, Deyverson ainda foi expulso após agredir Fellipe Bastos.

O líder se recuperou de uma sequência de quatro jogos sem vitória -três derrotas e um empate. Já Valentim não tinha perdido no comando do Palmeiras desde que assumira a equipe. Até este domingo havia obtido três vitórias e um empate.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Atlético-PR em Curitiba, na quarta-feira (8). No mesmo dia, o time alviverde encara o Vitória, em Salvador.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel (Maycin) e Camacho (Felipe Bastos); Romero, Rodriguinho e Clayson (Jadson); Jô.

T.: Fábio Carille

PALMEIRAS

Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Mina e Egídio; Bruno Henrique (Guerra), Tchê Tchê (Deyverson) e Moisés; Keno (Roger Guedes), Dudu e Borja.

T.: Alberto ValentimÁrbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade (ambos do RS)

Público/Renda: 46090 (pagantes); 46493 (total)/R$ 2.908.847,10

Cartões amarelos: Romero, Gabriel (Corinthians) Tchê Tchê, Dracena, Bruno Henrique, Egídio (Palmeiras)

Cartão Vermelho: Deyverson (Palmeiras)

Gols: Romero, aos 28 minutos do primeiro tempo (COR); Balbuena, aos 30 minutos do primeiro tempo (COR); Mina, aos 35 minutos do primeiro tempo (PAL); Jô, aos 37 minutos do primeiro tempo (COR); e Moisés, aos 22 minutos do segundo tempo (PAL). 

Fonte: NAOM - Com informações da Folhapress.