Vendedor de carro e advogado são presos em operação contra pedofilia - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

20/10/2017

Vendedor de carro e advogado são presos em operação contra pedofilia

Operação cumpre mandados em todo o Brasil

© Daniele Valentim
Um advogado de 64 anos está entre os presos na operação ‘Luz da Infância’ deflagrada nesta sexta-feira (20) pela Polícia Civil do Estado em parceria com a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). Com o idoso, a polícia encontrou grande quantidade de arquivos pornográficos envolvendo menores de idade. Além dele, também foi preso um comerciante de automóveis, de 27 anos, e computadores e dispositivos de armazenamento apreendidos para análise da perícia.

A prisão do advogado foi realizada no Bairro Vila Rosa Pires. Com o idoso foram encontrados arquivos de pornográfica infantil armazenados em um computador. Ele foi preso e vai responder pelo crime de possuir registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo crianças ou adolescentes, previsto no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)

© Daniele Valentim
A segunda prisão, de um comerciante de automóveis, aconteceu no Bairro Guandi. Na casa dele, os policiais encontraram grande quantidade de material pornográfico envolvendo menores de idade, além de 700 gramas de maconha e um revólver calibre 22. O homem está preso e será indiciado por possuir registro de pornografia infantil, tráfico de drogas e posse ilegal de arma.

O terceiro mandado de busca e apreensão foi cumprido no Bairro Centro Oeste, porém, ninguém foi preso, já que buscas preliminares não localizaram arquivos pornográficos envolvendo menores de idade no local. Ainda assim, computadores e dispositivos de armazenamento foram apreendidos e vão passar por análise do instituto de criminalística.

De acordo com a Polícia Civil, a operação tinha três alvos em Campo Grande e, na manhã desta sexta-feira (20), equipe da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) composta por três delegados, quatro escrivães e 12 investigadores deram início ao trabalho que previa o cumprimento de três mandados de busca e apreensão. Os policiais estavam acompanhados de técnicos de informática.

Fique atento

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, titular da Depca, tem sido comum o número de pessoas que são indiciadas por falta de conhecimento. “É comum pessoas que recebem um vídeo de criança envolvida em sexo e às vezes, por indignação ou para alertar outros pais, acabam compartilhando, mas isso já se configura como crime”, explica.

O delegado orienta que nesses casos, é preciso procurar a delegacia e excluir o arquivo.

A delegada adjunta da Depca, Marília Brito, lembra que ECA não prevê punição somente para o armazenamento de imagens onde crianças estão envolvidas em cenas de sexo explícito. “Ter a foto de uma criança nua, por exemplo, já é considerado um crime”, alerta.

‘Luz da infância’

A Operação que acontece em todo o Brasil tem como objetivo apreender computadores e dispositivos que contenham o armazenamento de imagens e vídeos contendo crianças. O nome da operação é por serem crime bárbaros contra a dignidade sexual das vítimas.

Foram presas 53 pessoas em seis estados brasileiros, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Fonte: Midiamax
Por: Clayton Neves e Daniele Valentim