Paula Lavigne critica MBL e defende Caetano de acusação de pedofilia - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

22/10/2017

Paula Lavigne critica MBL e defende Caetano de acusação de pedofilia

Produtora diz que o movimento faz "campanha difamatória" contra o músico

© Reprodução / Instagram
A produtora Paula Lavigne, mulher do cantor Caetano Veloso, criticou um Movimento Brasil Livre (MBL) em post publicado na noite deste sábado (21) nas redes sociais. Ela confirmou que o casal abriu ação judicial contra "que iniciaram uma campanha difamatória".


Além dos coordenadores do MBL Kim Kataguiri e Renan Santos, é alvo da ação da Justiça o ator Alexandre Frota. Caetano foi acusado de pedofilia pela página, e o assunto #CaetanoPedofilo acabou se tornando um dos assuntos mais comentados ontem.

"Caberá à justiça julgar as ofensas disseminadas pelo grupo que está conduzindo essa campanha. Estamos tranquilos quanto a isso. Agradecemos a solidariedade que temos recebido de amigos e fãs. Nossa agenda não é política, é humana", escreveu a produtora.

"Deixemos para o judiciário decidir sobre os ataques incessantes de quem não tem conteúdo a oferecer, apenas ódio", concluiu ela.

A polêmica começou depois que um entrevista de Paula à revista Playboy, de 1998, voltar a circular. Ela conta ter perdido a virgindade aos 13 anos com Caetano, sendo que ele tinha 40 anos na época.

Fonte: NAOM